Livro: O Ceifador - Neal Shusterman

terça-feira, agosto 01, 2017

O CeifadorPrimeiro mandamento: matarás. A humanidade venceu todas as barreiras: fome, doenças, guerras, miséria... Até mesmo a morte. Agora os ceifadores são os únicos que podem pôr fim a uma vida, impedindo que o crescimento populacional vá além do limite e a Terra deixe de comportar a população por toda a eternidade. Citra e Rowan são adolescentes escolhidos como aprendizes de ceifador - papel que nenhum dos dois quer desempenhar. Para receberem o anel e o manto da Ceifa, os adolescentes precisam dominar a arte da coleta, ou seja, precisam aprender a matar. Porém, se falharem em sua missão ou se a cumplicidade no treinamento se tornar algo mais, podem colocar a própria vida em risco.

Será que um mundo perfeito, seria realmente perfeito?
Logo nas primeiras páginas de O Ceifador, o autor Neal Shusterman nos questiona sobre a utopia discutida em seu cenário futurístico. Digo isso pelo fato dele expor o medo, algo que a população não deveria nutrir, em vista que eles vivem numa era perfeita. Afinal, não há desemprego, pobreza, doenças, alta taxa de violência...e alguns se julgam imortais. Agora, com o avanço da tecnologia, as pessoas se curam - são revividas - e se reconstroem a cada ferimento ou defeito. Muitos passam dos cem anos e nem é notável, pois insistem em voltar aos anos gloriosos. Contudo, tem de se haver um controle da natalidade, trabalho dos amiguinhos Ceifadores.

Tudo é controlado pela Nimbo-Cúmulo - a Nuvem que armaneza nossos dados online hoje em dia -, uma inteligência artificial de vasto conhecimento tanto da era atual quanto da Era da Mortalidade. Apesar disso, ela não pode questionar o trabalho da Ceifa, a irmandade dos Ceifadores. Apenas serve como um certo guia para o trabalho deles (não vou relatar como eles escolhem as mortes - não teria graça - mas, vale uma ressalva o quão interessante é.). O trabalho de um Ceifador é coletar, mantendo a sua cota. Há quem escolha ser gentil; há quem escolha ser tenebroso. E é nesse meio termo também que eles são vistos pela população.

Ninguém nasce Ceifador, é claro, e é por isso que a Ceifa está sempre se renovando e selecionando jovens aprendizes. Muitos dos Ceifadores estão há anos - HÁ ANOS MESMO - nesse trabalho, já que com ele ganham imunidade - não ser coletado por um tempo determinado - para si e sua família. Um deles é o Honorável Ceifador Faraday que decide recrutar dois jovens após conhecê-los durante suas coletas: Citra Terranova e Rowan Damisch. De início, ambos não reagem muito bem ao convite. Citra vive com os pais e o irmão mais novo, creio que a relação deles dá um toque realista à narrativa, ao meu ver, são os normais por assim dizer. Por outro lado, Rowan é um lobo solitário, apesar da imensa família. Não tem devida atenção deles e é nítido o nível de vaidade gerado pelas bonanças da nova era. A única atenção que ele tem é do melhor amigo que vive se matando para chamar atenção dos pais. Tyger é super livin' la vida loca, tem carisma e toda vez que ele aparecia, eu só pedia pra ele não ser coletado.

Quando aceitam seu novo caminho, Citra e Rowan precisam abdicar várias coisas do seu dia-a-dia, acompanhar as coletas de Faraday dentre outras atividades do intenso treinamento. Um deles será escolhido e se tornará Ceifador. O Ceifador Faraday exerce seu trabalho com dignidade e sempre transmite boas lições aos seus aprendizes. Mas, nem todos na Ceifa mantém a mesma visão, e preferem encarar o trabalho como se fosse um divertido massacre. Então, depois de ser provocado por outros Ceifadores, o superior deles decide que o escolhido entre Citra e Rowan, deve matar o outro. O que não agrada em nada Faraday.

"A função não deve ser concedida aos que a desejam.
São aqueles que mais se recusam a matar que devem exercê-la."

Após alguns contratempos, Citra e Rowan são separados e isso os coloca um contra o outro, testando a laço recente que criaram. Antes, eles treinavam juntos, era como se fossem uma equipe. Agora, separados e amparados por outros Ceifadores, com visões diferentes, precisam formar sua própria personalidade dentro da Ceifa. Momento mais que propício, já que a ideia de tirar a vida do outro, nem é cogitada enquanto ainda estão juntos. A partir da separação, ambos são testados de forma agressiva que certamente, poderá colocar a decisão em jogo, se tornando atrativa ou não.

Primeira experiência com o autor e não poderia ter sido mais positiva. Sabe quando você lê um livro e precisa fazer pausas obrigatórias, como infelizmente, dormir? Pois é, eu me fiz de cautelosa porque queria aproveitar bastante da leitura e não ser a louca que leu tudo em um dia, porém não adiantou muita coisa, já que quando a ação toma conta, passam-se páginas e páginas e você nem sente.

O cenário é bem construído e nos deixa bem próximo a realidade que o autor deseja nos incluir. A narrativa perdura entre o utópico e o distópico. Mesmo a morte sendo o tópico central, as perdas não são dadas a vento, todas mantém um belo pano de fundo, para que o leitor possa se conectar ao personagem e sua história. Até porque, nem todos Ceifadores são felizes com o trabalho, a exploração dos sentimentos deles perante a coleta, é sempre exaltada e também exposta em partes de seus diários, que podemos acompanhar, também. Fazendo um bom serviço ou pela diversão de ser macabro. E sim, há que sinta remorso e precisa ser lembrar do lado humano, após o trabalho. Esse foi um dos motivos da Ceifadora Curie ter se tornado uma das minhas personagens favoritas da trama. Ela é a lenda local, faz um bom trabalho, mas diferente do Ceifador Faraday, ela prefere um trabalho mais ágil, sem conversas com a vítima; um doce amargo.

"Temo por todos nós se os ceifadores começarem a amar o que fazem."

Citra e Rowan são belamente escritos e pelo menos aqui, a simpatia, carinho e cuidado tomaram conta. Fiquei encatanda com a amizade deles desde o ínicio, de como o autor preferiu torná-los amigos, antes de qualquer coisa. A proteção que criam um com o outro, é muito bonita. Me senti meio mãe, lendo sobre eles. Citra é uma moça inteligente e destemida, então, quando eles se separaram eu depositei uma baita confiança nela, até o último fio de cabelo. Sabia que qualquer que fosse o resultado ou perigo, ela daria um jeito. Por outro lado, Rowan me deixou preocupada desde o momento que aceitou a ser aprendiz. Aceitou o trabalho como certa fuga - o que também vi por carência de atenção, afinal Faraday demonstrou preocupação com ele - então, facilmente poderia ser manipulado. Quando ele está em treinamento com outro Ceifador, as cenas são bem tensas e deveras pesadas, em alguns momentos. O cara e a gangue dele, adoram uma chacina para coletar. A mudança na personalidade é perceptível ao fim das páginas.

Não enxergue O Ceifador como: só mais uma fantasia adolescente. A proposta de Neal Shusterman, mesmo que discuta questões parecidas envolvendo a sociedade e seu carater, é desafiadora e te apresenta o outro lado da moeda, que, por grande ironia desperta a ganância e egoísmo de alguns, da mesma maneira que em um cenário caótico. Neal está aqui para testar sua consciência e opinião, junto com seus limites como leitor, claro. Há crueldade por toda parte, porém há quem lute para que parte do perfeito, seja preservado.

Não há expressões suficientes para aconselhar a você dar uma chance à leitura. Se você gosta do gênero, leia! Se você não gosta, leia também, de repente pode ser uma baita surpresa! Eu sou um belo exemplo, não sou muito adepta aos livros do estilo, nem os mais famosos encarei a leitura #vergonha, porém devorei O Ceifador como se fosse qualquer outro gênero que sou apaixonada.

A edição está ótima, com fonte agradável e sem erros. Impossível não se interessar pela leitura ao ver essa capa, né migos e migas? Mal posso esperar pela continuação e também pela adaptação. O autor mencionou nos agradecimentos sobre a adatação estar em produção. YAY!


PROMOÇÃO FINALIZADA
PROMOÇÃO:
- Válida somente para território nacional;
- Período de inscrição: 01 de Agosto de 2017 até 09 de Agosto de 2017;
- Resultado será liberado assim que conferirmos se as regras foram cumpridas;
- O ganhador terá o prazo de 48 horas para responder o blog, senão um novo sorteio será feito;
- O prêmio será enviado pela editora;
- Onde está escrito 'Visite' a página, você deve curtir;
- Pedimos que ao receber o prêmio, se puder, compartilhe uma foto para postarmos em nosso álbum na FBpage.



Autor: Neal Shusterman
Título Original: Scythe
Origem: Literatura Americana
Editora: Seguinte
Tradução: Guilherme Miranda
ISBN: 9788555340352
Publicação: 2017
Páginas: 448
Série: Sim - Arc of a Scythe
#1: O Ceifador
#2: Thunderhead
O Que Tem?: Puro Osso contratando, Violência, Mundo Perfeito, Futurístico

LinksSkoob - Compre - No Site da Editora - Site do Autor
O Canto Cultzíneo agradece o Grupo Companhia das Letras (Seguinte) por ceder o exemplar para análise.

You Might Also Like

36 COMENTÁRIOS

  1. Oi, Nana

    Mulher, eu sou suspeita para falar desse livro, pois ele foi uma das minhas melhores leituras até agora esse ano. Eu amei as criticas sociais que Neal fez e amei os personagens. Eu estava um pouquinho receosa pq tinha lido Fragmentados e não tinha gostado, mas me surpreendi e mal vejo a hora de ler a sequência! \O/?

    Beijos
    - Tami
    http://www.meuepilogo.com

    ResponderExcluir
  2. Oi Nana!
    Olha acho que descobri que quero muito ler esse livro. É uma premissa muito boa! Adoro essas distopias futurísticas... Estou participando do sorteio! Boa sorte para mim! hahahah

    Beijinhos Nana, boa terça-feira!!
    Amanhecer Literário

    ResponderExcluir
  3. A capa me chamou a atenção desde que começou a aparecer nos blogs. Eu não fazia idéia do que realmente se tratava, pois não tinha lido nem mesmo a sinopse, embora eu saiba o que é um ceifador. Nesse mundo imaginário do autor, será que existe a felicidade, a busca por algo melhor? Creio que não, uma vez que não há nada para o qual lutar: nascimento, vida, doença e morte estão ligados ao ser humano e a qualquer ser vivo. Quero ler o livro e ver como o autor apresenta esse mundo e como os seres que nele vivem se relacionam e como lidam com a morte que é escolhida por outro ser humano.

    mgrezender@gmail.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Mari,
      Essa capa é maravilhosa mesmo!
      Eles tem praticamente tudo mesmo, só temem ser coletados e acabar a mordomia ha!

      Muito obrigada por participar da promo ♥

      bjs
      Nana.

      Excluir
  4. Então, não é o tipo de livro que eu costumo ler, o enredo não me agrada muito. Mas eu gostei muito da sua resenha e achei a capa linda.
    Mil Beijos!
    http://pensamentosdeumageminiana.blogspot.com.br/2017/08/cinema-agosto-2017.html

    ResponderExcluir
  5. Achei interessante O Ceifador lidar com uma temática muito delicada como a morte. Também achei interessante o fato de ver uma sociedade perfeita, sem doenças, sem problemas e que as pessoas podem se regenerar, embora que uma sociedade assim torne a vida sem muitos objetivos. E aí que surge a ideia do Ceifador fazendo todo sentido na trama. Quero poder ler.
    Bjos, Nana!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Alê,
      Exatamente!
      As bonanças dessa era, despertam muito da vaidade dos personagens.

      Muito obrigada por participar da promo ♥

      bjs
      Nana.

      Excluir
  6. Não imaginava do que se tratava esse livro, mas posso dizer que a sinopse me surpreendeu muito! E já quero ler! É muito louco pensar que podemos chegar a isso. A superpopulação com certeza seria um problema! E mais louco ainda é pensar nas possíveis e prováveis soluções para isso. Quero ter a oportunidade de ler essa grande história.
    Beijos!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Leonora,
      Pois é, nessa era, eles têm disponíveis vários métodos para se manterem vivos e isso faz que realmente precise de um equílibro.

      Muito obrigada por participar da promo ♥

      bjs
      Nana.

      Excluir
  7. Ai socorro, a cada dia que passa e a cada resenha que leio a minha vontade de ler esse livro fica maior! Eu acho essa história toda muito interessante e pelo que parece o autor soube conduzir tudo muito bem, né? Mal vejo a hora de ler!
    Ah, também passei aqui pra avisar que te indiquei na tag Mystery Blogger Award, viu? Se quiser responder o link é esse aqui: https://likegabs.blogspot.com.br/2017/08/tag-mystery-blogger-award-em-dose-tripla.html
    Um beijão,
    Gabs | likegabs.blogspot.com.br ❥

    ResponderExcluir
  8. Oi Nana, já ouvi falar muito bem desse livro, mas por enquanto ainda não criei vontade para ler
    Blog Entrelinhas

    ResponderExcluir
  9. Eu gostei muito da premissa (me lembrou até vagamente As Intermitências da Morte, do Saramago), mas o que me desanima um pouco é o livro fazer parte de uma série. Ás vezes prefiro ler um livro gigante do que ter que ler a história dividida em mil partes... Vou dar uma olhada na livraria!

    ResponderExcluir
  10. Oi! Já li outra resenha do livro, apesar de ser uma história interessante, não é o tipo de leitura que eu gosto.
    Boa sorte a todos no sorteio! Bjos ❤

    Click Literário

    ResponderExcluir
  11. Ai parece meio tenebroso né? Lembrou Jogos Vorazes sei lá...
    Um filme desse livro ia ser bem interessante.

    https://heyimwiththeband.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  12. Hey Nana, tudo bem?
    Desde que eu soube desse lançamento, quis conferir. Gosto muito do gênero e, todas as resenhas que leio são positivas, então só aumenta a minha curiosidade. Ainda não li porque pretendo esperar o lançamento da sequencia. Amei o sorteio, já estou participando.
    Beijos!

    http://excentricagarota.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  13. Oi, Nana.
    Achei muito interessante o tema do livro, talvez um pouco diferente das tão semelhantes distopias que se vê por aí.
    Deve ser difícil ter como missão matar pessoas, especialmente se você não se enquadra como um psicopata.
    Está na lista de desejos.
    Bela resenha.
    Abraços.
    Diego || Diego Morais Viana

    ResponderExcluir
  14. Oi Nana, sua linda, tudo bem?
    Estava sumida porque fiquei sem internet por um bom tempo, só consegui me organizar agora e voltar, estava com saudades de vir aqui. E cheguei em bora hora, tem sorteio é claro que estou participando!!! Uau!!! Que história!!! Antes de mais nada, quem dá o direito a eles de escolher quem vive e quem morre??? Logo de cara, estou curiosa para descobrir o critério deles. Mas sabendo que uns gostam de matar, levantamos o segundo ponto dessa história: porque eles não são controlados por ninguém? Será que existe alguém por trás, ou seu eu de novo com minhas teorias de conspiração? Risos... Eu nunca aceitaria esse trabalho!!! E é claro que teria algum problema, eles não são confiáveis, é claro que poderíamos esperar algo muito ruim como um ter que matar o outro. Espero que eles se rebelem e acabem com esse sistema, pois não existe sociedade perfeita, já fiquei com pé atrás desde o início, risos.. Amei sua resenha!!!
    beijinhos.
    cila.

    e-mail: euqueroumcantinhodaleitura@gmail.com

    http://cantinhoparaleitura.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  15. OI NANAAAAAAAAAA

    eu vi no instagram muuuuita gente postando fotos desse livro e desde então eu quero SUPER le-lo. Pareceu a oportunidade ideal participar do sorteio YEY! Já quero, hein?
    dedineos cruzados!

    beijo
    www.beinghellz.com.br

    ResponderExcluir
  16. Oie
    Este livro tem um enredo bem diferente e por isso estou muito curiosa. Adorei sua resenha.

    Beijinhos
    http://diariodeincentivoaleitura.blogspot.com

    ResponderExcluir
  17. Oi Nana, tudo bom?
    A Eduarda amooou esse livro, mas eu tive uma experiência meio nhé com a outra série do autor, ai perdi o interesse em ler outros títulos dele, infelizmente :/
    Mas é muito legal saber que tá agradando tanta gente! Leitura boa é sempre bem-vinda na nossa vida.

    Beijos,
    Denise Flaibam.
    www.queriaestarlendo.com.br

    ResponderExcluir
  18. Oi Nana,
    É um livro que eu quero ler futuramente e nada melhor do que participar do sorteio e torcer para ganhar.
    Bjs
    http://diarioelivros.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  19. Olá, Nana.
    Eu já li dois livros do auto e gosto bastante da escrita dele e de como ele usa suas histórias para abrir nossos olhos porque são situações que poderia acontecer conosco. Eu quero muito ler esse livro, já sei que vou gostar porque amo livros assim e esse enredo é bem diferente de tudo o que já li. Vou participar do sorteio. Quem sabe a sorte sorri para mim hehe.

    Prefácio

    ResponderExcluir
  20. Oi
    só estão falando bem desse livro, estou bem curiosa para ler ele, achei legal a ideia do livro dos ceifados que escolhem algumas pessoas para morrer e manter a ordem, fora que a capa é linda.

    momentocrivelli.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  21. Olá minha flor! Esse livro parece bem interessante... eu adoro distopias. Ele tem todos os detalhes de que curto em um livro. Deve ser muito boa a escrita do autor. Eu sei que quando o livro é bom nao querermos desgrudar, infelizmente temos que dormir. kkkkkkkkkk Até sonho.
    Beijos,
    Monólogo de Julieta

    ResponderExcluir
  22. O livro parece interessante e sua resenha consegue transmitir a ideia geral da história, a problemática, os personagens principais, suas particularidades e o desencadeamento do encontro deles, só achei que revelou coisa demais ao contar que existe um conflito iminente entre os dois aprendizes, mas tudo bem, porque você dá a entender que o livro é de múltiplos protagonismos e logo a história não está focada só nesses dois aprendizes de Ceifador (e que trabalhinho sofrido é o deles, não é mesmo?!). A resenha está muito boa e deu vontade de ler. Parabéns!
    http://conhecertudoemais.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O conflito entre eles não é spoiler, pode ficar sussa =D

      Muito obrigada por participar da promo ♥

      bjs
      Nana.

      Excluir
    2. Postei o endereço do blog ao invés do email! Sorry, não foi intencional, é porque são parecidos, confundi na hora de copiar e colar.
      conhecertudo@hotmail.com.br

      Excluir
  23. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  24. Oii, tudo bem?
    Estou muito curiosa pra ler esse livro, ele foi tão bem falado e a história e tão interessante, gostei bastante da resenha viu?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Põe interessante nisso! HAHA
      Fico feliz que curtiu *.*

      Muito obrigada por participar da promo ♥

      bjs
      Nana.

      Excluir
  25. Gosto muito de livros assim. Tenho tendência a concordar que futuros assim, onde tudo é controlado, seriam melhores para a humanidade. Essa citação "Temo por todos nós se os ceifadores começarem a amar o que fazem." achei ótima, realmente isso dá um novo rumo a ordem estabelecida. Fiquei muito curiosa.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Patricia,
      Olha que esse cenário do Neal me deixou tentada. Apesar que ia ter medinho da Ceifa, mas só haha
      Esse quote resume o lado negativo do trabalho deles!

      Muito obrigada por participar da promo ♥

      bjs
      Nana.

      Excluir
  26. Oi Nana!!
    Amo distopias. Provavelmente é meu gênero preferido (juntamente com fantasia) por causa das críticas sociais geralmente incluídas.
    Amo a premissa desse livro e a ideia utópica criada que precisa de controle por meio dos Ceifadores. Neal Shusterman realmente é um gênio.
    Espero que caprichem na adaptação cinematografica.
    Amo essa capa e espero que a série ão tenha tantos livros.
    Abraço.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Joseph,
      Olha que preciso ler mais, as críticas são sempre bacanas.
      To baita ansiosa para a continuação e a adaptação!
      Também espero que não tenha muitos livros, capaz de estragar =/

      Muito obrigada por participar da promo ♥

      bjs
      Nana.

      Excluir

Olá sejam bem vindos e deixem suas opiniões, com respeito, aqui.

Algumas observações:
- Comentários que não tenham relação com a postagem, serão removidos e não serão respondidos.
- Divulgações, exceto de autores, são removidas e não são respondidas.
- Comentários irrelevantes como: 'ah adorei a postagem', 'adorei a coluna', 'que legal o post' e outros no mesmo nível, são mantidos mas não são respondidos. Até porque, o que iríamos responder, né?

Popular Posts

HELP

Stats

Desde Fevereiro/2011
Nome: Canto Cultzíneo antigo Obsession Valley
Host: Blogger.com


Subscribe