teleFilme: Paixão Radical / Meu Amor é um Príncipe / Love on the Sidelines #Winterfest

Oi pessoas, tudo bem?
Hoje temos dicas de telefilmes romantiquinhos da Hallmark que se passam no inverno. O friozinho é ótimo para agarrar o crush, né? Aqui estamos nos últimos dias do inverno, mas esse 'especial' é sempre exibido em Janeiro. Sim, estou bem atrasada nas postagens. Ha!

Espero ficar juntinho antes da programação natalina. Começa mês que vem! O ano está voando!

Os telefilmes comentados nessa postagem duram uma hora e meia e são produções feitas para família, ou seja, em suma medianas - às vezes surpreendem por isso - e nada de mardadi extrema e sacanagi.

PAIXÃO RADICAL (2018)
créditos: hallmark channel
Sinopse: Alex é revisora de textos em uma revista de viagens de Nova York. Buscando uma promoção para redatora, ela precisará sair de sua zona de conforto, ir até os Alpes para escrever um artigo sobre o misterioso fotógrafo e praticante de esportes radicais Cole Taylor.

Paixão Radical é uma produção dirigida por Paul Ziller, de Tempestade Magnética, e roteirizada por Bruce D. Johnson e Kirsten Hansen, da série Chesapeake Shores. Primeiro filme de ambos protagonistas para a Hallmark.

Revisora de uma famosa revista de viagens, Alex Burns, Katrina Bowden vista na série 30 Rock, sempre desejou ver suas próprias palavras impressas. Quando o editor-chefe anuncia um concurso, Alex vê sua grande chance. Quem escrever o melhor artigo de viagem fará a reportagem de capa, será promovido e ganhará uma viagem para qualquer lugar do mundo e de primeira classe. A jovem é conhecida por sempre estar em sua zona de conforto e não tomar riscos. Várias pessoas ficam surpresas com sua inscrição. Mal escondia a ânsia e esperava dividir com seu namorado, o banqueiro Barton Kane, Anthony Konechny visto em Cinquenta Tons de Cinza.

Alex decide que seu destino será as montanhas rochosas do Colorado. Ela está obcecada pelo trabalho do recluso fotógrafo Cole Taylor, Thomas Beaudoin visto em O Espírito do Natal. O chefe a incentiva a vivenciar as aventuras que o lugar propõe e assim criar seu artigo; com olhar de uma não-aventureira. Alex é desajeitada e tem medo de altura, mas ele lhe dá apenas sete dias para escrever a história de sua vida.

Ao chegar nas montanhas, sua primeira parada é desastrosa e causa uma pane humana no teleférico. Cole Taylor está por perto e decide salvá-la. Nesse momento, Alex ainda não sabe que o rapaz é seu admirável fotógrafo. Porém, não demora muito até que ela descubra e os dois selam um acordo: Cole será seu guia aventureiro. Ele a leva para passeios arriscados, em lugares que ela nunca imaginaria se divertir. Cole a desafia a todo instante. Inevitavelmente, toda aventura aproxima os dois. Mas, eu disse que a moça tem namorado né?

Imagem relacionada
créditos: giphy

Um romance fofo, com alguns momentos divertidos e até reflexivos. Será que nos limitamos tanto quanto Alex? Meu problema é sempre com esses dramas envolvendo namorado ou ex porque na maioria das vezes, não acrescenta NADA na história. Cole - que homem! - é apaixonante, um vozeirão da poha. Quem é Barton na fila do pão? Porém, quem não se incomoda, certamente irá aproveitar bem. Além do drama envolvendo o namorado, também temos o fato que Alex esconde que Taylor é assunto de seu artigo. Esse último poderia ter carregado a produção. Um ponto positivo é que as coisas se resolvem de forma educada e justa.

Cenário dispensa comentários. Creio que até senti um pouco do frio, só de assistir. Os momentos de aventuras entre os dois trazem uma boa trilha sonora e transmitem bem o ar de diversão.

*Onde você assistiu, NANA? 
É exibido nos canais Telecine/telecineplay 
Cof, Cof, se você tem um bom inglês pode jogar o título original no YouTube, capaz de achar. Tem dublado também, sabe...

. Título Original: Love on the Slopes . Nacionalidade: Americana . Canal: Hallmark Channel . Direção: Paul Ziller . Roteiro: Bruce D. Johnson e Kirsten Hansen . Roteiro Adaptado: Não . Ano: 2018 . Duração: 84 min . O Que Assistirei?: Romance e Comédia . Elenco CompletoClique aqui . TrailerClique Aqui . Trilha Sonora: ? Premiações e Indicações: ?



MEU AMOR É UM PRÍNCIPE (2017)
créditos: hallmark channel
SinopseEm uma viagem de última hora para a Europa, Maggie (Merritt Patterson) se apaixona pelo local Adrian (Jack Donnelly). As coisas ficam mais complicadas quando ela descobre que Adrian não é um simples europeu, mas sim um príncipe prestes a ser coroado. Ela está vivendo um conto de fadas na vida real, porém a rainha não está nada feliz com o romance de seu filho com uma plebeia.

Meu Amor é um Príncipe é uma produção dirigida por Ernie Barbarash, de Cartão de Natal, e com roteiro em parceira com Mark Amato, da série Baby Daddy. Primeiro filme de ambos protagonistas para a Hallmark. Merritt continua por lá.

Recém-formada, Maggie Marks, Merritt Patterson vista na série The Royals, está ansiosa pelo primeiro emprego. Graças a uma indicação de seu pai, que parece tão ansioso quanto ela, Maggie consegue uma entrevista em uma grande firma de advocacia. O patriarca é um respeitado advogado, porém, a jovem ainda nutre algumas dúvidas sobre seu futuro e se comprometer. Ela ama seu trabalho voluntário para crianças e não deseja largá-lo. Deixando Maggie ainda mais ansiosa, a decisão da empresa sai em duas semanas.

Então, sua melhor amiga Sarah, Rhea Bailey vista na série Waterloo Road, a convence viajar para a Europa e aliviar toda pressão da entrevista. O destino delas é o principado de Calpurnia. Passeando pelas ruas, Maggie é quase atropelada por um misterioso motoqueiro. Como um pedido de desculpas, a moça aceita um cafézinho. E a conversa entre eles dura por horas, os deixa animados um com o outro. Só que Maggie nem imagina que Adrian, Jack Donnelly visto na série Atlantis, é um príncipe.

A Rainha Beatrice, Samantha Bond vista na série Downton Abbey, mal pode esperar pela coroação do filho e em sua mente, nada irá impedir a dedicação do rapaz. Então, ela não fica muito feliz ao descobrir todo afeiçoamento do rapaz pela estrangeira. Mas, os dois pretendem aproveitar cada minuto juntos.

créditos: hallmark channel

Com belas locações da Romênia e crianças super fofas - há uma cena adorável delas cantando Lavender's Blue da Cinderella -, Meu Amor é um Príncipe trás todo clima apaixonante que todo romance-na-realeza pede. Os atores são carismáticos e apesar da gente sacar que a Rainha vai ser a do contra, ainda dá para torcer. Porém, questionamos o fato de Maggie ser uma estrangeira, tendo poucos dias de estadia e ansiando pela resposta da entrevista.

Apreciei bastante a construção de Adrian em relação a pressão de ser como o pai enquanto Maggie, mesmo que sutilmente, sofre com algo parecido. O pai dela é um advogado renomado e é sempre ele que surge, alertando as responsabilidades. Então, creio que a Maggie recebeu um ótimo final, sem exigir aqueles sacríficios que fazem a moça desistir de tudo na vida pelo boy.

*Onde você assistiu, NANA? 
É exibido nos canais Telecine/telecineplay 
Cof, Cof, se você tem um bom inglês pode jogar o título original no YT, capaz de achar. Tem dublado também, sabe...

. Título Original: A Royal Winter . Nacionalidade: Americana . Canal: Hallmark Channel . Direção: Ernie Barbarash . Roteiro: Ernie Barbarash e Mark Amato . Roteiro Adaptado: Não . Ano: 2017 . Duração: 84 min . O Que Assistirei?: Romance . Elenco CompletoClique aqui . TrailerClique Aqui . Trilha Sonora: Clique aqui Premiações e Indicações: ?



LOVE ON THE SIDELINES (2016)
Sinopse: Uma comédia romântica sobre uma jovem que cai em um emprego como assistente pessoal de um quarterback afastado devido a uma lesão. Ele nunca teve uma assistente feminina antes e ela não sabe nada sobre futebol americano.

Love on the Sidelines é uma produção dirigida por Terry Ingram, da série Chesapeake Shores, com roteiro de Judith e Sandra Berg, de Pitada do Amor. Primeiro da Emily; John já é de casa.

Laurel Welk, Emily Kinney vista na série The Walking Dead, está desempregada e nesse ponto, não podemos ficar escolhendo, né? Formada em design de moda, ela decide garantir a oportunidade de se tornar assistente pessoal do quaterback Danny Holland, John Reardon visto em As Branquelas. Até aí tudo bem, se não fosse o fato de Laurel não ter nenhum interesse no assunto. Ela não sabe NADA sobre futebol americano - nem conhece os jogadores mais famosos - e precisa organizar o dia de Danny, interagir com seus contatos e cuidar da cachorra, que é quase do tamanho dela.

Danny está lesionado e se irrita por isso. Sua paixão é jogar e mesmo em repouso, não deixa de manter sua imagem de estrela, já que está preocupado que a ausência dos campos pode afetar sua carreira. Ele nunca teve uma assistente feminina por achar que seria incomodo, o fato dele estar sempre rodeado de homens e envolver momentos constrangedores, como entrar no vestiário deles. E assim, Laurel se sente desafiada e se dedica em manter o emprego, nos rendendo cenas bem divertidas.

Conforme os dias passam, Laurel conquista todos ao redor de Danny, a família, a cachorra e os amigos do time. A irmã dele aliás, esconde um segredo que gera certa confusão entre os dois. É um romance que até tem uma mensagenzinha bacana, sobre o fato da protagonista se desafiar e lidar com o sexismo de cada dia. PORÉM... sempre um porém.

Resultado de imagem para love on the sidelines hallmark
créditos: tumblr kinneyandreedus

A produção expõe bastante o quanto todo cenário de Danny é sexista. O único problema é que as roteiristas expõem, mas não há réplicas nítidas; bem desenvolvidas. Não me incomodou o motivo pelo qual ele não queria uma assistente feminina, mas sim o fato de vários momentos do filme ele bater nessa tecla do 'se fosse homem...'. Deixando claro que a Laurel não leva desaforo pra casa e se posiciona, MAS eu esperava algo além, em vista que Danny era para ser O CRUSH, né? Perderam uma bela chance de fazer um romance bem empoderado.

Laurel cresceu tendo aversão por atletas e julga bastante a personalidade deles. Dizer pra vocês que senti um arzinho de deboche - da parte dela - em várias cenas, como se fosse super importante saber todas aquelas coisas, ela super age no modo 'nunca nem vi' com tudo e todos dentro do assunto. Inclusive sobre a homenagem ao nome da cachorra. Mas, ela precisa do emprego e começa a estudar sobre o mundo de Danny.

Apesar de desapontada com o tom sexista de Danny, a avaliação reflete minha simpatia pela fofíssima Emily Kinney e os momentos divertidos. Ah, e a trilha sonora tem uma música dela. E esse é o menos invernal dos três comentados.

*Onde você assistiu, NANA?
Cof, Cof, se você tem um bom inglês pode jogar o título original no YT, capaz de achar.

. Título Original: Love on the Sidelines . Nacionalidade: Americana . Canal: Hallmark Channel . Direção:Terry Ingram . Roteiro: Judith Berg e Sandra Berg . Roteiro Adaptado: Não . Ano: 2016 . Duração: 84 min . O Que Assistirei?: Comédia e Romance . Elenco CompletoClique aqui . TrailerClique Aqui . Trilha SonoraClique aqui Premiações e Indicações: ?

Nana Barcellos

15 comentários:

  1. Oi Nana, tudo bem?
    Não assisti nenhum desses filmes mas eu adoro um filme leve assim para passar o tempo, gostei das dicas e já anotei os filmes, quando eu tiver um tempinho quem sabe... hahaha

    Obrigada pelo carinho. Volte sempre!
    Um super beijo :*
    Claris - Plasticodelic

    ResponderExcluir
  2. Oi Nana,

    Não conhecia nenhum dos filmes, mas é bem o meu estilo. Gostei mais dos dois primeiros, acho que vou marcar eles para assistir depois.
    Bjs e uma boa semana!
    Diário dos Livros
    Siga o Instagram

    ResponderExcluir
  3. Oi Nana!
    "Meu problema é sempre com esses dramas envolvendo namorado ou ex porque na maioria das vezes, não acrescenta NADA na história." Exatamente, é sempre um embuste desnecessário! kkk
    Adoro esses enredos realeza/plebeu XD
    Cof cof, bom saber que tem os filmes no YT hahahah
    Bjs
    http://acolecionadoradehistorias.blogspot.com

    ResponderExcluir
  4. Oi Nana!
    Acho que a ultima comedia romantica que vi foi Para Todos os Garotos, e sinceramente, acho que já basta por agora KKK. Eu sempre dou algumas risadas vendo, mas acabo também tendo esse problema com esses dramas desnecessários. Ou então eu fico entediado. Tem que ser bem mais comedia do que romance pra eu levar. Ou ter uma historia bem focada em algo interessante.

    Abraços
    David
    https://territoriogeeknerd.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  5. Oi Nana, tudo bem? Quero ver todos, até o último que vc comenta mesmo com as ressalvas! Eu adoro longas do gênero e ando carente de filmes assim! Amei as dicas!

    Bjs, Mi

    O que tem na nossa estante

    ResponderExcluir
  6. Olá, Nana.
    Eu tenho época que amo assistir filmes assim e faço maratona só de filmes do tipo hehe. Por isso vou anotar as dicas. Mas não tenho nenhum desses canais e não entendo nada em inglês hehe.

    Prefácio

    ResponderExcluir
  7. Oi Nana! Adoro esses filmes com cara de Sessão da tarde e o segundo foi o que mais curti. Vou seguir a dica cof, cof... Bjos!! Cida
    Moonlight Books

    ResponderExcluir
  8. Oi, Nana! Tudo bom?
    O BERRO QUE EU DEI QUANDO VI MINHA NENÉM EMILY ALI <3 AFNASUOBGASBASGUO já tinha ouvido falar no filme, mas ainda não consegui assistir. Vou mudar isso em breve!
    Amo as produções da Hallmark. Costumam deixar uma sensação gostosa no coração porque são tão levinhas e cheias de amor!

    Beijos,
    Denise Flaibam.
    www.queriaestarlendo.com.br

    ResponderExcluir
  9. Gostei das dicas Nana. Me pareceram ser filmes leves e bem gostosos de assistir. Beijo!

    www.newsnessa.com

    ResponderExcluir
  10. Nana, nem vi e já me apaixonei!
    Hahahaha
    Adoro um filminho sessão da tarde, com clima de inverno, que a gente acha fofo e nem precisa pensar muito, só curtir a gracinha.
    Já queroooo!
    Vou procurar para assistir. Tenho o TeleCinePlay e vou ver por lá.

    Beijoooos

    www.casosacasoselivros.com

    ResponderExcluir
  11. Oi Nana, tudo bem?
    Ainda não os conhecia, mas gosto desses filmes estilo “sessão da tarde”. Fiquei curiosa por A Royal Winter.

    *bye*
    Marla
    https://loucaporromances.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  12. OI, Nana.
    Legal as dicas.
    Ainda que você tenha gostado mais do segundo, só o título dele já não me chamou a atenção. Li a resenha e não fiquei encantada também rs.
    Prefiro o terceiro mesmo.

    Tenha uma ótima noite!

    Abraços,
    Naty
    http://www.revelandosentimentos.com.br

    ResponderExcluir
  13. Oi, Nana!
    Eu simplesmente amo esses filmes de inverno e natal <3 Sério, eu e minha mãe somos viciadas e assistimos todos que passam no Telecine hahaha Na época de natal então... Coitadas das pessoas que vem aqui em casa hahahaaha Vou anotar as dicas para assistir!
    Beijinhos,

    Galáxia dos Desejos

    ResponderExcluir
  14. Telecine está repleto de filmes do Hallmark, os dois primeiros filmes assisti lá quando o Telecine estava aberto na Net inclusive o Telecine Play que foi onde assisti.
    Lá ainda tem pelo menos 6 filmes do Hallmark que assisti.
    Muito bom.
    Espero que abram de novo.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Flavia,
      Bem verdade. Aqui também não tenho Telecine, mas estou sempre vendo as novidades nos sites deles e anoto para ajeitar os títulos das postagens se precisar.

      obrigada por comentar =D
      bjs :*

      Excluir

Olá, sejam bem vindxs :D
Algumas observações:
- Os comentários são moderados, conteúdo odioso ou preconceituoso não será aprovado;
- Comentários que não tenham relação com a postagem e estilo propaganda serão enviados para o spam;
- Comentários que desprezam o texto da postagem não serão respondidos.