Conto: As 220 Mortes de Laura Lins - Rafael Weschenfelder

Já imaginou ver sua melhor amiga morrer na sua frente 220 vezes e não conseguir salvá-la? Daniel também não… Claro, até se descobrir preso num loop temporal que se reinicia toda vez que Laura é atropelada, baleada ou esmagada por uma árvore. Desesperado, ele se lança numa jornada perigosa, acreditando que, se mantiver Laura a salvo dos acidentes até o dia seguinte, quebrará a maldição. Mas o preço para se libertar pode ser mais caro do que Daniel imagina. Estaria ele disposto a pagá-lo?
Este conto foi uma das grandes surpresas no fim do ano passado. 
Super recomendado para todos que curtiram o filme A Morte te Dá Parabéns.

REGRA NÚMERO 1: LAURA NÃO SE LEMBRA DE SUAS MORTES.
REGRA NÚMERO 2: ENTRE A MORTE DE LAURA E O MUNDO RESETAR, TENHO DOIS MINUTOS.
REGRA NÚMERO 3: LAURA É ATRAÍDA PARA A MORTE.
REGRA NÚMERO 4: ENFRENTAR UM ACIDENTE GARANTE ALGUNS MINUTOS, OU ATÉ HORAS, DE TRANQUILIDADE. QUANTO MAIS DIFÍCIL, MAIOR O TEMPO.
REGRA NÚMERO 5: EVITAR UM ACIDENTE CRIA UMA BOLA DE NEVE, FAZENDO COM QUE OS PRÓXIMOS SEJAM MAIS GRAVES E DIFICEIS DE EVITAR.

Todo dia é domingo, 17 de Maio. Pelo menos neste loop/ciclo que o jovem protagonista Daniel Carvalho está lidando. No primeiro dia, Daniel e sua amiga, Laura Lins, planejaram um encontro no Parque Ibirapuera. Ela estava estranha, como se quisesse revelar algo. Mas nem teve tempo, pois uma árvore atingiu Laura, matando-a. Daniel acordou momentos depois, logo notou que toda dinâmica do fatídico 17 de Maio começara se repetir.

A trama avança - e os ciclos aumentam - o jovem nos relata como se conheceram, ainda na infância, além de descrever todo desespero e tramoias para impedir a morte da amiga. Daniel menciona que a amizade entre eles não nasceu de uma forma tão bonita quanto esperado. O rapaz era o típico turma de fundão que praticava bullying para manter a fama com outros colegas de classe grotescos. Laura fora uma das vítimas, e nem é necessário sinalizar que escolheram a pior forma possível para despedaçá-la: destruindo sua criatividade.

Daniel nunca se perdoou pelo que fez àquela menina. É um fardo que ele carrega até o momento presente da narrativa e, claro, irá influenciar bastante na conclusão do conto. Por anos ele tentou se aproximar de Laura novamente, com ajuda de uma conta fake no Instagram - além de se matricular no mesmo colégio que ela. E quando tudo parecia bem entre eles, o dia resolve resetar infinitamente terminando com Laura morrendo por inúmeros atos.

Conforme os ciclos aumentam, Daniel os estuda e procura formas de enganá-los; talvez alcançando um novo dia, assim salvando Laura. Mas será que suas ideias estão certas? E se não houver nenhuma maneira de salvá-la? O mais bacana é que o conto não fica na mesmice, sempre apresenta novos cenários e até novos personagens.

"Eu iria até Marte pra ver."

Com uma narrativa fácil de entreter, o autor Rafael Weschenfelder sabe como conduzir estas linhas eletrizantes e como tornar o leitor parte desta história, afinal um ou outro personagem irá laçar nossa curiosidade: Daniel irá conseguir? Como? Laura morreu mesmo? E, apesar do tema macabro, sua escrita é ágil, sabe gerar expectativa, dominada por um tom jovial divertido e cheia de referências da era digital. É fácil simpatizar, ainda mais que não demora para os terríveis ciclos iniciarem, assim como a tormenta de Daniel. E, claro, gente: não iremos acompanhar todos os 220 ciclos. Só os mais importantes. Ha!

Não se enganem! Não teremos um conto cheio de repetições exageradas, em detalhes, e tudo exclusivo aos protagonistas. É um conto e não dá para entupir de personagens - só o relevante. E com o relevante em mãos o autor apresenta boas viradas, como o "homem do metrô" que chega para - talvez - dificultar a conclusão desta história. Daniel se empenha e muito em fixar todos os detalhes de cada um dos ciclos. Toda situação aterrorizante envolvendo este personagem pode ser uma bela rasteira. Há também um outro personagem recorrente que será de suma importância para a conclusão de um jeito positivo.

E uma abordagem pertinente neste enredo é o perdão. Você perdoaria facilmente alguém que fez bullying com você na escola? Eu não sei. Não gosto quando esse povo brota do nada querendo ser melhor amigo nas minhas redes - o que já diz muito. Ha! Laura tem um bom coração, pois permitiu a reaproximação de Daniel em sua vida. Mas segue pensando que ele não aprecia seu dom criativo. Embora a construção da personalidade dela deixe a desejar; não consegui esboçá-la a partir de seus poucos diálogos e ações.

"Às vezes a morte é a única solução."

O conto apresenta uma história complicada de discutir em uma simples resenha. Imagina! Qualquer coisa pode soar como spoiler e não quero estragar a experiência de vocês. Posso ressaltar que as mortes não são iguais. Parte das não relatadas acabam mencionadas por Daniel. E ele mantém essa ideia de esticar as horas ao lado de Laura o tanto possível. O final é tristemente fofo. Quem sabe Daniel eu perdoaria, né? Ha!

As 220 Mortes de Laura Lins se encontra há meses na lista dos mais vendidos da Amazon. Não perca a chance de surpreender com este conto. Sério, você já descobriu como Daniel sairá deste dia louco?

"Sou um cara meio torto, mas ainda carrego migalhas de amor-próprio."

Edição lida em e-book. Preciso dizer que estou vidrada nesta capa, começando pelas cores. Até ampliei lá na Amazon para notar os detalhes, representando coisas que o leitor encontrará conforme a trama avança. Ótima revisão. Além de um e-book cheio de detalhes, como fontes diferentes que sustentam certo dinamismo na diagramação. Adorei!

Até o momento da publicação da postagem - e-book disponível no Kindle Unlimited.



Autor: Rafael Weschenfelder
Origem: Literatura Brasileira
Editora: Amazon | Agência Increasy
ASIN: B08MBTZN1G
Publicação: 2020
Páginas: 53
Série: Não
O Que Tem? Loop, Morte, Melhor Amiga, Perdão, Desenhos, NeymarTop, Turma da Mônica


Nana Barcellos

6 comentários:

  1. Oi, Nana! Eu adorei essa premissa, gosto de histórias que tem loop. Sempre fico atenta aos detalhes e ao desfecho.

    Sil
    blog kzmirobooks.com • Siga no Instagram: @kzmirobooks

    ResponderExcluir
  2. Eu também achei o conto na mesma pegada de A Morte Está de Parabéns e me surpreendi muito nessas 53 páginas! E o final é de ficar bem emocionado...

    Bjs

    Imersão Literária

    ResponderExcluir
  3. Oi Nana,

    A premissa é muito interessante e deixa a gente bem curioso para saber como o personagem resolveu esses loops que ele se encontra. Que bom que a leitura te agradou, pois realmente é um livro que precisa ser bem trabalhado para dar certo.
    Dica anotada!

    Bjs
    https://diariodoslivrosblog.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  4. Oi Nana, tudo bem?
    "As 220 Mortes de Laura Lins" parece ser aquele tipo de história que consegue agradar até aqueles, que não são fãs do gênero. Fiquei curiosa para saber se Daniel consegue salvar Laura.

    *bye*
    Marla
    https://loucaporromances.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  5. Oi Nana, sua linda, tudo bem?
    Primeiro você já me deixou curiosa sobre o filme A Morte te Dá Parabéns e já corri para ver o trailer. Sou medrosa de carteirinha, mas esse estilo de filme eu consigo ver e gosto. Já coloquei na lista. Sobre o conto, você me fisgou quando colocou aquelas regras ali. OMG. Já pensou? Ele está tentando salvá-la e se conseguir evitar, a próxima morte dela será muito pior! Eu não costumo ler contos, mas já coloquei na lista. Adorei sua resenha.
    beijinhos.
    cila.
    https://cantinhoparaleitura.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  6. Oi Nana,
    Contos não são muito minha praia e acho extremamente difícil resenhá-los, mas você arrasou! Me fez ter vontade de ler também. Vou até procurar na Amazon, e também gostei da capa, acho que detalhes escondidos nos deixam ainda mais animados a ler!
    beijos
    http://estante-da-ale.blogspot.com/

    ResponderExcluir

Olá, sejam bem vindxs :D
Algumas observações:
- Os comentários são moderados, conteúdo odioso ou preconceituoso não será aprovado;
- Comentários que não tenham relação com a postagem e estilo propaganda serão enviados para o spam;
- Comentários que desprezam o texto da postagem não serão respondidos.