Livro: Deixada Para Trás - Charlie Donlea

Deixada Para TrásNicole Cutty e Megan McDonald são alunas do ensino médio na pequena cidade de Emerson Bay, Carolina do Norte. Quando elas desaparecem de uma festa na praia em uma noite quente de verão, a polícia inicia uma busca maciça. Nenhuma pista é encontrada e a esperança é quase perdida, até Megan milagrosamente aparecer depois de escapar de um bunker no fundo da floresta. Um ano depois, o best-seller de sua provação transformou Megan de heróina local para celebridade nacional. É uma história triunfante e inspiradora, exceto por um detalhe inconveniente: Nicole ainda está desaparecida. A irmã mais velha de Nicole, Livia, é uma perita forense e espera que em um breve dia o corpo de Nicole seja encontrado e entregue a alguém como ela para analisar as provas e finalmente determinar o destino que sua irmã teve. Em vez disso, a primeira pista para o desaparecimento de Nicole vem de outro corpo que aparece no necrotério, de um jovem ligado ao passado de Nicole. Livia vai até Megan para pedir ajuda, esperando descobrir mais sobre a noite em que as duas foram levadas. Outras meninas também desapareceram e Livia está cada vez mais certa de que os casos estão conectados. Mas Megan sabe mais do que ela revelou em seu livro best-seller. Flashes de memória estão se juntando, apontando para algo mais escuro e mais monstruoso do que sua memória descreve. E quanto mais ela e Livia cavam, mais elas percebem que às vezes o verdadeiro terror está em encontrar exatamente o que você está procurando.

Nada como começar o ano com uma leitura maravilhosa, do seu gênero literário favorito.
Na noite de 20 de Agosto de 2016, duas jovens desapareceram durante as férias de verão em Emerson Bay na Carolina do Norte. Megan McDonald foi aquela que conseguiu escapar, de um cativeiro no meio da floresta, até esbarrar com seu salvador no meio da estrada. Um ano depois, Megan está tentando seguir em frente, com ajuda da terapia e sessões de hipnose. No momento, ela está promovendo sua superação em forma de livro enquanto sua colega de escola, Nicole Cutty, continua desaparecida e ninguém parece se preocupar em encontrá-la ou querer tocar no assunto.

"Uma vida pode acabar, mas às vezes seu caso vive para sempre."

Livia Cutty está se especializando em patologia forense. O desaparecimento da irmã ajudou escolher a carreira a qual seguir, pois queria que nada passasse despercebido e lhe fizesse justiça. É difícil não pensar em Nicole a cada novo corpo que chega para autópsia. Com o reaparecimento de Megan, o lançamento do livro e a mídia fingir que sua irmã não existe, é justo que a esperança comece a adormecer. Até que o corpo de um rapaz, que supostamente morreu afogado, chega ao necrotério e todos afirmam ter sido suicídio. Mas, Livia tem seus questionamentos e faz seu trabalho de forma impecável. Há várias perfurações no crânio dele e Livia passa suspeitar de homicídio. Com ajuda de outros departamentos, ela consegue a identificação do rapaz, que se chama Casey Delevan, e logo o caso se espalha pela mídia. E também, não demora muito até que Lívia descubra que Casey e a irmã desaparecida se conheciam.

Aquele fio de esperança é despertado e Lívia decide investigar sobre a vida de Casey. Ela conhece a mãe do rapaz e descobre parte de seus traumas. Mas, visitando o lugar em que ele residia, Lívia encontra alguns arquivos, com fichas e recortes de moças desaparecidas e também sobre Diana Wells. Ao contatar Diana, Lívia não imaginaria o quanto o caso poderia virar contra sua irmã. Nicole e Casey eram integrantes de um clube sinistro chamado Clube da Captura, do qual Diana foi vítima. As informações sobre o clube levam Lívia a contatar o melhor amigo de Casey, um rapaz fanático por investigações chamado Nate. Só que as intenções de Nate no clube, eram completamente diferente das de Casey.

As 'capas' das divisões

Certa de que está munida de boas informações, Lívia decide ir ao tribunal do condado, aonde Megan trabalha. Megan não acha justo a maneira como tentam abafar o desaparecimento de Nicole, então, não é difícil para Livia conseguir sua ajuda com mais informações e solicitar a investigação do xerife. O xerife em questão é pai de Megan, um homem super protetor. Além de informações sobre o clube e os arquivos de Casey, Lívia investigou sobre as garotas desaparecidas, mencionadas nos arquivos do rapaz, e chegou a visitar os médicos-legistas que realizaram a autópsia de duas delas. A surpresa, foi encontrar Cetamina no corpo das vítimas, assim como foi encontrada em Megan, quando ela reapareceu.

Paralelamente, temos em páginas cinzentas, a narrativa dos dias antes de Megan e Nicole desaparecerem. Nicole não é uma pessoa doce, é do tipo que gosta de provocar e isso levou os colegas de classe marcá-la como vulgar. Descobrimos que ela não estava lidando bem com a distância da irmã, que na época ainda estava na faculdade, e as duas não se falavam tanto como antes. Nicole se tornou uma moça carente de atenção, principalmente depois que o crush a trocou por Megan. Ah sim, elas não eram amigas. O autor conecta bem o presente com o passado, e é bem provável que o leitor encontre o culpado quando a leitura da narrativa passada, estiver prestes a ser encerrada.

"Naquela noite, Lívia dormiu sob o ventilador de teto vermelho de seu quarto de infância, encontrando em seu sono tanto a paz quanto a angústia relativas à perda dessa oportunidade."

Este é o segundo livro de Charlie Donlea publicado no Brasil, pela Faro Editorial. Como amante do gênero, desde que conheci A Garota do Lago por algumas resenhas, ansiei em conhecer sua escrita e, felizmente, Deixada Para Trás foi uma ótima surpresa. Começando pelo ponto de que, eu ainda não havia lido um policial que parte da autópsia e envolve a rotina forense. É muito delícia. Charlie descreve bem toda rotina de Lívia e nos deixa vidrados pelas novas descobertas e passos, principalmente sobre Casey, já que as perfurações no crânio seguem sendo um mistério até boa parte da narrativa.

Fiquei apaixonada pela construção de Lívia. Gosto como a personagem toma iniciativa em partir nas buscas sobre a conexão da vítima com a irmã e arriscar a incluir Megan. Porque é óbvio que Megan também se encaixa como suspeita, já que escapou e pela relação entre ela e Nicole que acompanhamos nos flashbacks. Ainda há cenas de Lívia treinando nas horas vagas, o que a deixa com um ar mais decidida. Outro que fiquei apaixonada, foi Nate, mas nem preciso dizer o porquê né? Queria continuação e espero que Charlie esteja planejando uma bela série para Lívia. E que Nate continue ajudando...

Com o final se aproximando, é impossível o leitor não se conectar com o desejo de Lívia, em encontrar a irmã. E o principal: encontrá-la viva. A expectativa está ali, até a última página. Talvez te agrade; talvez não. Contudo, o importante é que Lívia consegue todas as respostas que ansiava por meses.

Branco: dias atuais / Cinza: flashbacks

A edição está incrível. A narrativa intercala entre os dias atuais e momentos antes do sequestro de Megan e Nicole. Então, as páginas saem do branco - dias atuais - para o cinza - flashbacks - e tudo se organiza perfeitamente. Trabalho excelente da Faro Editorial, assim como a 'capa' das divisões. Também um ótimo trabalho com a revisão e fonte, que está confortável.

Autor: Charlie Donlea
Título Original: The Girl Who Was Taken
Origem: Literatura Americana
Editora: Faro Editorial
Tradução: Carlos Szlak
ISBN: 9788595810082
Publicação: 2017
Páginas: 398
Série: Não
O Que Tem?: Mistério, Quem Foi?, Necrotério
O blog Canto Cultzíneo agradece a Faro Editorial por ceder o exemplar para análise.

21 COMENTÁRIOS

  1. Oi Nana, tudo certinho!?
    Não conheço esse livro, mas gosto bastante do gênero também. Sua resenha me instigou a querer ler o livro. Anotei aqui na minha fila que não para de crescer nunca kkkk
    Adorei saber que o livro tem toda uma diagramação que complementa a atmosfera da narrativa. Muito legal isso! Criei uma expectativa aqui, espero que não me ferre! hahah

    Beijoooos
    http://www.aquelaepifania.com.br/

    ResponderExcluir
  2. menina vai ser uma das minhas leituras agora no final de janeiro.
    gostei do fato de ter páginas brancas e cinzas, isso ajuda muito na construção de tempo. fora que a diagramação fica super interessante.
    espero gostar da leitura. Seguindo o Coelho Branco

    ResponderExcluir
  3. Amazing post, dear! A big hello from Germany!
    Hugs ♥
    LIANA LAURIE

    ResponderExcluir
  4. Oi, Nana!

    Se esse livro já me parecia sensacional pela capa, agora então com a sua resenha fiquei mais curiosa ainda. O mistério presente nas páginas aparenta ser grande e contínuo, sempre surgindo novas questões com as pistas ao invés de respostas, e toda essa narração investigativa deve ser muito legal, incentiva o leitor a avançar nas páginas. Esse lance do Clube ao qual elas faziam parte parece bem doido, quero saber mais sobre!!! Ótima resenhaaa <3

    xx Carol
    http://caverna-literaria.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  5. Olá, Nana.
    Eu já li algumas resenhas desse livro, mas a sua foi a mais completa até agora. Deu para entender bem o cenário da história. Me interesso imensamente por ele porque assim como você li muitas resenhas positivas de A Garota do lago que ainda não consegui ler. A editora capricha mesmo nas edições. Eu gosto muito disso, acho que é um respeito com o leitor.

    Prefácio

    ResponderExcluir
  6. Oi, Nana.
    Esse parece o tipo de livro que eu particularmente gosto demais, de suspense policial, desaparecimentos e investigação.
    Esse tá no topo da lista.
    Bela resenha, bem detalhada e já tenho meus suspeitos haha.
    Abraços.
    Diego || Diego Morais Viana

    ResponderExcluir
  7. Oi Nana! Li os dois livros do autor lançados pela Faro e virei fã dele. Este é melhor e devorei. O final não é de todo feliz, mas eu acho que foi bem feito. Bjos!! Cida
    Moonlight Books

    ResponderExcluir
  8. Oi
    antes de comentar aqui fui correndo adicionar o livro como desejado, fiquei mega curiosa para ler e desvendar esse mistério. Sua resenha me instigou a ler o livro, gosto de histórias assim, apesar de ler poucos.

    momentocrivelli.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  9. Oi Nana, apesar de não ser meu gênero favorito tenho interesse em ler, essa parte forense me chama bastante atenção, acho que vou curtir!

    Bjs, Mi

    O que tem na nossa estante

    ResponderExcluir
  10. Oi, Nana
    Eu não li nenhum livro de Charlie e fiquei bem interessada por esse.
    Gosto de suspense, ação e muito drama.
    Tenho certeza que irei curtir esse.
    A Faro sempre capricha em seus lançamentos.

    Abraços,
    Naty
    http://www.revelandosentimentos.com.br

    ResponderExcluir
  11. Gostei de saber mais sobre este livro. ótima resenha e dica de leitura anotada.
    Bjs
    https://eternamente-princesa.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  12. Ola,
    Eu adoro esse estilo literário, é um dos responsáveis por eu ser esse amante louco por livros que sou hoje. Não conhecia o livro, mas fiquei bem interessado em lê-lo, parece ser muito interessante.
    xoxo

    Planeta 94

    ResponderExcluir
  13. Gostei da resenha Nana. O livro é bem instigante e fiquei curiosa para lê-lo. Beijo!

    www.newsnessa.com

    ResponderExcluir
  14. Olá Nana, tudo bem?

    Estou lendo esse livro e gostando demais, ele é bem tenso em algumas partes....ótima resenha...bjs.


    https://devoradordeletras.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  15. Oi, tudo bem? Gostei muito da resenha e achei o livro muito interessante. Não sei o que faço com tantas sugestões maravilhosas. Tenho vontade de ler tudo! kkkk Estou seguindo seu blog, bjss

    www.historiasdaiza.blogspot.com

    ResponderExcluir
  16. Oi Nana,
    Não conhecia o livro, mas como gosto do gênero, já fiquei curiosa para acompanhar o desenrolar da trama de “Deixada Para Trás”. Dica anotada!!!


    *bye*
    Marla
    loucaporromances.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  17. Oi, Nana! Tudo bem? Eu adorei a premissa do livro e a edição só me fez encher os olhos (muito legal isso do branco e do cinza) ainda mais. É com certeza um livro que adoraria ler! :)

    Abraço

    http://tonylucasblog.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  18. Oi Nana, tudo bom?
    Eu adoro romance policial bem desenvolvido. Li muitos poucos que seguiram a autópsia e a parte da investigação DE FATO - Eu Vejo Kate tem bastante da investigação e eu aaaaaaaamo essa parte, o que sempre me prende em séries policiais.
    Esse tipo de thriller precisa ter personagens bem construídos, então fico aliviada por saber que é o caso do livro *-*
    Pra ler esse gênero preciso estar bem na vibe, o que não é o caso no momento UHASUHASUHUHASUHAS mas vou guardar o nome pra procurar mais pra frente. Amei a resenha!

    Beijos,
    Denise Flaibam.
    www.queriaestarlendo.com.br

    ResponderExcluir
  19. Não conhecia o livro, mas gostei bastante do que li sobre. Acho que eu adoraria a leitura e me pareceu um pouco com a vibe de Caixa de Pássaros!

    Beijos
    Próxima Primavera

    ResponderExcluir
  20. Oi! Minha nossa, esse livro é cheio de suspense do início ao fim. Eu gosto de suspense, pois nos deixa presos a história até que tudo seja explicado e que bom que o autor deixa tudo esclarecido. Vou adicionar aos desejados. Bjos <3

    Click Literário

    ResponderExcluir
  21. Oii Nana, amei a resenha , quero muito ler esse livro, gosto muito de suspense.
    -Beijos,Carol!
    http://entrehistoriasblog.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir

Olá, sejam bem vindxs :D
Algumas observações:
- Os comentários são moderados, conteúdo odioso ou preconceituoso não será aprovado;
- Comentários que não tenham relação com a postagem e estilo propaganda serão enviados para o spam;
- Comentários que desprezam o texto da postagem não serão respondidos.