Filme: Mary Shelley (2017)

A história do romance entre o poeta Percy Shelley e Mary Wollstonecraft, uma jovem de 17 anos que viria a se tornar a aclamada escritora Mary Shelley.

Mary Shelley é uma versão mais jovial e romântica envolvendo Mary e Percy Shelley, dirigida pela primeira cineasta da Arábia Saudita, Haifaa al-Mansour, de O Sonho de Wadjda, e roteirizado por Emma Jensen. A produção foca na adolescência da escritora mais o relacionamento com o poeta Percy Shelley até a sua maior criação: Frankenstein.

Elle Fanning interpreta a jovem Mary Godwin | Shelley

Nessa cinebiografia, conhecemos a adolescente Mary Wollstonecraft Godwin, Elle Fanning de Malévola, que mora com o pai, a rígida madrasta e os filhos dela. Cercada pela literatura dos pais - Mary é filha do filósofo e livreiro William Godwin e da filósofa e pioneira ativista feminista Mary Wollstonecraft - ela também tem apreço em rabiscar palavras e preza em manter a memória da falecida mãe que nunca chegou a conhecer.

Seus confrontos com Mary Jane Clairmont - sua madrasta, Joanne Froggatt vista na série Downton Abbey, são constantes. Então seu pai, Stephen Dillane visto na série Game of Thrones, a envia para uma temporada na Escócia com a família Baxter - única aparição de Maisie Williams no filme - e é quando Mary Godwin e Percy Shelley se conhecem. Aos 20 anos, o jovem é um conhecido poeta, fã das posições políticas do pai de Mary e não esconde suas opiniões. Mary se vê encantada pelo rapaz, mas retorna para casa ao saber que sua meia-irmã está doente. Hum, o que era mentira...

Percy Shelley, Douglas Booth de Orgulho e Preconceito e Zumbis, faz uma visita surpresa aos Godwin e deixa claro suas intenções para Mary. A jovem, se vê ainda mais encantada até descobrir que o poeta já é casado e tem uma filha. Porém, a questão é resolvida em minutos porque mesmo sob os protestos do pai, Mary foge de casa acompanhada de sua meia-irmã Claire, Bel Powley vista em O Diário de Uma Adolescente, e partem numa jornada de altos e baixos ao lado de Percy.

Claire, Mary e Percy visitando o poeta galanteador Lord Byron

É lindo como a diretora e a roteirista fizeram de tudo para esse projeto dar certo, mas é uma produção bem mais ou menos. Creio que o fato de saber mais sobre a vida de Mary Shelley, acaba por pesar bastante, ao notar certos cortes e certa falta de ousadia. A sua figura é bem mais do que o roteiro expõe, porém a opção foi deixar um belo clima de "amor supera tudo" e nada de desafios e sofrimento excessivo para a protagonista. Mary Shelley perdeu vários filhos e inclusive, Percy morreu ainda novo lhe deixando apenas um herdeiro. Após deixar seus pais, Mary e Claire partiram com Percy ao redor do mundo, pois o poeta vivia fugindo dos credores. Não tinham uma moradia fixa. E dizem, que eles tinham um relacionamento aberto. 

Entretanto, neste filme, Mary não demonstra ser a favor da traição. Abordagem sobre filhos é única e junta com o fato de uma das fugas de Percy, para trazer um drama em torno do relacionamento deles. Depois, eles se fixam numa moradia em que ficam até o final do filme, e é onde Mary liberta todo seus monstros nutridos pelas mágoas do relacionamento e cria Frankenstein. Então, temos a última parte do filme que nos trás a questão da recusa da publicação.

Elle Fanning até faz um bom trabalho na pele da escritora, mas ainda não me transmite maturidade para alguns feitos. Ela é uma atriz a frente a seu tempo, optando por papéis além do que a definem. Porém, quando Mary fica grávida, parece uma criança grávida. Era para ser romântico, mas não entrou na minha cabeça. E outro ponto é o sotaque britânico, claro. Deu certa pena das cenas que ela interage com Joanne e Bel, que têm o sotaque natural e bem carregado. Aliás, meu lado fãzoca queria mesmo a Bel como Mary Shelley. Eu adoro essa menina e certeza que, em algum momento, ela será indicada nas grandes premiações!

Tom Sturridge arrasa na pele do poeta Lord Byron

Ainda temos Tom Sturridge dando um show na pele de Lord Byron. A abordagem sobre a fatídica estadia de Percy e Mary, na bela mansão do poeta durante a tempestade, está presente e deixa várias migalhas para que Mary crie sua obra. John Polidori, Ben Hardy visto em X-Men: Apocalipse, também está aqui e assim como Mary, teve problemas com a publicação de sua criação gerada durante essa estadia. Creio que John seja o único personagem masculino amorzinho desse filme. Já Percy, prefiro nem comentar...

Mary Shelley nos trás um elenco afiado e carismático em sua trama, conduzida na companhia da decente trilha de Amelia Warner. Contudo, peca na falta de ousadia e se torna mais um passatempo. Uma produção histórica britânica que se esforça e bem, para que o clima gótico predomine em alusão à autora, pioneira no gênero dentro da literatura. Temos uma fotografia com ares meio sombrio, mas o figurino dá aquela quebra para lembrar que o romance se faz presente.

O casal Percy e Mary Shelley

E tristemente, não temos a cena de Mary perdendo sua virgindade no cemitério. A primeira vez da jovem, acontece em outro local.



Título Original: Mary Shelley
Nacionalidade: Britânica
Direção: Haifaa al-Mansour
Roteiro: Emma Jensen
Roteiro Adaptado?: Vida e Obra da escritora Mary Shelley
Ano: 2017
Censura: 14 anos
Duração: 120min
O Que Assistirei?: Biografia, Drama e Romance
Elenco Principal: Elle Fanning, Douglas Booth, Bel Powley, Joanne Froggatt, Stephen Dillane, Tom Sturridge, Ben Hardy, Maisie Williams, Hugh O'Connor, Ciara Charteris, entre outros.
Trilha Sonora: Instrumental by Amelia Warner

Nana Barcellos

17 comentários:

  1. Oi Nana,
    A fotografia me encanta, mas concordo com você que falta maturidade na Elle. Mas ouso dizer que para mim, são em todas as obras da atriz. Não gosto muito dela. Prefiro a Dakota Hahahhaa
    Ah, e o fato da não haver o apoio a traição, isso me anima!
    Beijos
    http://estante-da-ale.blogspot.com/?m=1

    ResponderExcluir
  2. Oie
    Fiquei com vontade de assistir, gostei da fotografia que lembra muito os filmes de romance histórico.

    Beijinhos
    https://diariodeincentivoaleitura.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  3. Olá, Nana.
    Não sabia sobre esse filme. Mas apesar de ter ficado interessada por causa do figurino, o enredo não me interessa muito. Eu li uma vez um livro que contava sobre a vida da autora e confesso achei bem chato. E seus comentários não foram muitos positivos, então não sei se assistiria.

    Prefácio

    ResponderExcluir
  4. Oi Nana, sua linda, tudo bem?
    Eu não sabia desse filme. Eu gosto muito desse cenário, do tempo em que se passa o enredo, mas a trama não conseguiu chamar minha atenção. Esse mês estou na vibe do romance romântico, estou procurando filmes, séries e livros que me deixem com sorriso bobo, riso... Gostei muito da sua crítica. Saudades de vir aqui, estou voltando aos pouquinhos.
    beijinhos.
    cila.
    http://cantinhoparaleitura.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  5. Oi Nana!
    Não conhecia esse filme ainda e fiquei com vontade de ver porque acho a história da Mary Shelley muito interessante. Pena que o filme ficou "mais ou menos".

    Beijos,
    Sora | Meu Jardim de Livros

    ResponderExcluir
  6. Oi! :)

    Adorei a dica. Amo estes filmes que possuem atmosfera sortuna. Sem falar que essa atriz é linda e muitíssimo talentosa! <3

    Abraços,

    Jennifer.

    http://entrelinhasentrepautas.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  7. Oi Nana! Não conhecia o filme e sei bem pouco sobre a Mary Shelley, na verdade nem a obra dela eu li. Sobre o filme, pelo visto poderia ter sido mais empolgante. Bjos!! Cida
    Moonlight Books

    ResponderExcluir
  8. Oi Nana, eu não conheço profundamente a história da autora, mas o pouco li me pareceu incrível. Uma pena o roteiro não ousar e até parece que tenta romantizar algumas coisas. Ainda assim, fiquei curiosa!

    Bjs, Mi

    O que tem na nossa estante

    ResponderExcluir
  9. Apesar de eu gostar de filmes de época, não sou muito fã de biografias. Mas confesso que fiquei curiosa com esse filme. Vou ver se consigo assistir quando tiver um tempinho!

    =)

    Suelen Mattos
    ______________
    ROMANTIC GIRL

    ResponderExcluir
  10. Oi, Nana!
    Eu gosto muito da Elle e quando a vi no poster do filme, já fiquei animada.
    Saber que o filme tem um ar mais dark e sombrio também foi um ponto que me deixou com vontade de assistir. Mesmo com os pontos baixos que você citou, acho que vou tentar!
    Beijinhos,

    Galáxia dos Desejos

    ResponderExcluir
  11. Oi Nana, tudo bem?
    Vi o trailer do filme e fiquei curiosa por ser sobre a autora de Frankenstein. Uma pena ele não ser tão empolgante.

    *bye*
    Marla
    https://loucaporromances.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  12. Quero ver... Não sei se irei gostar, mas adoro ver filmes biográficos XD

    ResponderExcluir
  13. Oi, Nana!
    Eu não conhecia o filme e fiquei animada quando vi que existia, mas eu desanimei um pouco por saber que não é tão empolgante. :/
    De qualquer jeito, acho que vou assistir. ^^
    Beijo

    Canastra Literária

    ResponderExcluir
  14. Oi, Nana

    Sei vários nadas da vida da Mary, talvez por isso minha experiência poderia vir a ser melhor que a sua. Uma pena o filne estar aquém do que poderia ter sido. E sabe que eu nem sabia da existência dele?
    Gostei do figurino e dessa penumbra meio sépia. Só não entendi pq a Elle está a cara da Ellen Page no cartaz...
    Ahahahhaha

    Beijos
    - Tami
    https://www.meuepilogo.com

    ResponderExcluir
  15. Oi Nana, tudo bem?
    Não conheço muito sobre essa autora, então, por isso, o filme sobre sua história não me chamou a atenção. Mas achei lindos a ambientação e também os figurinos!
    Beijos,

    Priih
    Infinitas Vidas

    ResponderExcluir
  16. Oi nana, o enredo do filme parece ótimo, porém achei um pouco vago algumas partes não sei se assistiria.
    beijos boa semana
    www.bellapagina.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  17. Não conhecia esse filme, mas adoro o actor e gosto da actriz, parece interessante. Confesso que gosto de filmes que se tornem mais crus, mais intensos, ao contrário desse, mas parece um filme a conferir =)

    MRS. MARGOT

    ResponderExcluir

Olá sejam bem vindos e deixem suas opiniões, com respeito, aqui.

Algumas observações:
- Comentários que não tenham relação com a postagem, serão enviados para o spam.
- Comentários irrelevantes como: estilo copy+cola, desprezando o conteúdo da postagem, 'ah adorei a postagem', 'adorei a coluna', 'que legal o post' e outros no mesmo nível, não serão respondidos, e dependendo, serão enviados para o spam também.