Livro: A Country Wedding - Leigh Duncan

Quando uma estrela da música country retorna ao seu lar, ele se dá conta do quanto deixou pra trás... A estrela da música country, Bradley Suttons, está de casamento marcado com uma famosa atriz de Hollywood. Só há um problema: ele esqueceu que já é casado. Quando ele tinha treze anos, ele e sua amiga de infância, Sarah Standor, se casaram de forma improvisada em seu celeiro. A promessa? Sempre contar um com o outro. Seus votos? Não é algo legalmente válido. Quando Bradley visita a pequena cidade onde ele cresceu, ele encontra Sarah administrando um rancho para cavalos resgatados... e ele finalmente reencontra sua inspiração, escrevendo novas músicas, com o coração. Mesmo que Sarah o ajude a se preparar para seu casamento, ambos começam a se perguntar se o passado deles é a chave para seu futuro.
Desde que a Hallmark anunciou o lançamento de sua editora, a Hallmark Publishing, fiquei bem curiosa para conhecer. Até que encontrei esse e-book disponível no NetGalley. Nem precisei solicitar, pois estava livre pra leitura. A Country Wedding é baseado no telefilme de mesmo nome da Hallmark Channel. A editora costuma transformar alguns romances do canal em livros, mas há romances originais também. Aqui no Brasil você pode encontrar o telefilme na plataforma Looke, com o título O Poder de Um Beijo.

Bradley Suttons jamais imaginaria até onde sua carreira musical poderia alcançar. Dos bares de Nashville, acabou por se tornar o grande vencedor do Grammy de Álbum do Ano. Ele investe na música country, e todos o reconhecem em todos os lugares aonde vai. Com a fama é difícil ter direito a momentos privados ou querer guardar uma informação para si mesmo. Mas é complicado, quando se está namorando uma das maiores atrizes da atualidade, Catherine Mann.

Catherine e Bradley vivem um ótimo relacionamento. Bradley sempre lembra que sem a ajuda da namorada, talvez sua carreira não tivesse tanto reconhecimento. Eles se entendem e não se cobram por nada. Até que, em uma aparição num programa de televisão, Catherine resolve anunciar a todos que eles estão noivos. Bradley, que desejava manter a novidade em privado, se vê em uma encruzilhada, pois mal o anuncio é feito, Catherine e sua agente começam os preparativos a todo vapor. E é como se ele estivesse de fora e sua opinião não contasse.

Bradley deseja que o evento seja reservado apenas a eles e pequenos conhecidos. Catherine não gosta muito da ideia. Ela quer ser vista e se sentir amada pelos seus fãs, e pra isso, precisa planejar tudo cautelosamente em segredo. Então, não fica muito chateada com a ideia de Bradley retornar à sua cidade natal, no Texas, para completar a venda de sua antiga propriedade. Com a ausência dele, a noiva poderá dar um jeito de vazar as informações. E a decisão do músico, em retornar ao antigo lar, talvez tenha sido impulsionada por uma certa carta que ele recebeu de sua amiga de infância, Sarah Standor, quem Bradley não vê há um bom tempo.

Sarah e Bradley se casaram quando ele tinha apenas treze anos. Isso! Mas calma! Foi um ato de muita empatia da parte dela. Bradley tinha perdido seus pais em um acidente e se mudaria para outra cidade, para morar com uma tia. E Sarah, com pesar em relação ao amigo, decidiu que eles deveriam se casar, assim ele poderia considerá-la sua família e amenizar parte de seu sentimento de perda. Ao assistir o anúncio do casamento de Bradley e Catherine, Sarah o envia uma carta, com o anel de compromisso deles, despertando todas as lembranças adormecidas do rapaz.

Ao chegar à sua cidade natal, Bradley começa a se reconectar com suas raízes e seus antigos amigos. Viver na propriedade de seus pais, o ajuda a compor novas músicas e o transforma completamente. Sarah o está ajudando em alguns detalhes do casamento "privado", enquanto Catherine prepara uma maneira de todos ficarem sabendo do grande dia. Nem preciso dizer que essa reaproximação reacende muito mais do que a simples amizade entre eles, né? E faz Bradley questionar toda base de seu relacionamento com Catherine.

Entretanto, Sarah não pode perder o foco, pois está prestes a perder seu rancho devido as altas dívidas. Ela faz um lindo serviço resgatando e cuidando de cavalos, mas não há mais nenhuma maneira de se garantir naquele local. E jamais pediria ajuda de Bradley.

A reaproximação reacende a bela amizade entre os dois. Bradley reconhece naquele local o verdadeiro significado de "lar". Da amizade a paixão, acabam por descobrir todos os momentos perdidos e notam como aquele lugar está cheio de pessoas que os consideram uma família.

"Você o conhecia bem, não é?
Conhecia bem? Eu fui casada com ele."

Não conhecia a autora Leigh Duncan. Ao olhar na Amazon, notei que ela é bem conhecida lá fora, em vista que tem mais de dez romances pela plataforma. Alguns até da Harlequin. Acredito que seja algo de praxe, livros originados de roteiros terem um quê mais descritivo, porém, Leigh sabe como abusar da descrição em momentos propícios, principalmente no que se refere ao sentimentos dos personagens e a atmosfera em torno deles.

Eu gosto muito desses romances envolvendo "retorno ao lar" e a Hallmark produz bastante coisa nesse estilo. Eles costumam apresentar mensagens bonitas, que não importa o que aconteça na sua vida, há lugares que vão ter seu coração eternamente. Bradley e Sarah são amigos acima de tudo, o que aprecio também nos romances, em vista que boa parte - atualmente - é apressada para as coisas acontecerem. E claro, envolve música, um ponto a mais que amo.

O background da Sarah é um amor. A moça acolhe cavalos maltratados e idosos e cuida deles com todo carinho do mundo. E ela é apaixonada pelo rancho, todo dia acorda cuidando de cada detalhe. Uma pena que ela fique na beira do abismo, capaz de perder tudo que construiu. Os pais largaram a vida do campo pela cidade grande, e ela insistiu e ficou ali porque amava tudo. Sinceramente, me deu até vontade de morar num lugar como o descrito no livro. Ha! A autora transmite bem o ar de paz e acolhimento.

"Você se casa porque não consegue lidar com o fato de não estar junto.
Você se casa porque você ama o outro. Com todo seu coração."

Os dois têm uma boa química, apesar que ficamos com pé atrás, pois os preparativos do casamento de Bradley seguem. E eles respeitam o espaço um do outro até onde conseguem resistir. Acho que o fato do leitor ser informado que eles já eram grandes amigos, só estavam distantes, ajuda bastante a absorver o sentimento crescendo entre eles. E como simpatizei muito com a Sarah, foi fácil torcer pela felicidade dela.

Eles aproveitam bastante os momentos juntos na cidade, ainda com um outro amigo, Adam. Saem para pescar, conhecer restaurantes e outros eventos, até musicais. Achei engraçado o fato de Sarah ser fã da Catherine e comentar as coisas que o Bradley não sabia sobre ela. Não acredito que Catherine ame o Bradley, acho que tê-lo ao seu lado é só mais um item para preencher o ego dela.

Em suma, A Country Wedding é um romance adorável para preencher sua tarde ou num fim de semana, quem sabe. A autora Leigh Duncan nos apresenta um enredo doce, para aqueles que gostam de romances sem tanta dificuldade. É um romance puro que foca mais em sentimento. Traz um final digno de sorriso no rosto - quem sabe algumas lágrimas - e um epílogo divertido. Eu não assisti o filme ainda, o que foi ótimo para evitar comparações.

"Eu fiz Medicina Veterinária. E então me ocupei com o rancho. Acho que, só esqueci de casar e ter filhos."

Edição lida em e-book, que aliás, está com uma diagramação linda. Uma pena que meu Kindle só mostre as coisas em p&b, mas pude olhar melhor no site da Amazon, na amostra, e tem detalhes coloridos, como o chapéu e as flores pelos capítulos. É um livro curto, mas ainda conta com um adorável epílogo e uma parte dedicada à uma receita do Bradley. Não vou fazer, pois sou uma negação na cozinha. Ha!

*Adaptações:

O Poder de Um Beijo (2015) | Direção de Anne Wheeler e roteiro de Nancey Silvers
. O livro é baseado no roteiro do filme
. Elenco conta com Jesse Metcalfe, Autumn Reeser, Lauren Holly, Laura Mennell, entre outros (clique aqui) | Trailer

Autora: Leigh Duncan
Título Original: A Country Wedding
Origem: Literatura Americana
Editora: Hallmark Publishing
ISBN: 9781947892217
Publicação: 2018
Páginas: 172
Série: Não
O Que Tem?: Romance, Música, Cavalinhos

Nana Barcellos

13 comentários:

  1. bacana conhecer esse romance, gosto de intercalar livros assim com leituras mais pesadas

    www.tofucolorido.com.br
    www.facebook.com/blogtofucolorido

    ResponderExcluir
  2. Oi Nana!
    Eu nem sabia que a Hallmark tinha uma editora agora, bem legal a iniciativa! Pra gente que gosta desses romances amorzinhos é muito bom! rs
    Não conhecia essa história mas anotei a dica ;)
    Bjs
    A Colecionadora de Histórias ❤️ Tem SORTEIO DE LIVROS rolando no blog!

    ResponderExcluir
  3. "... é como se ele estivesse de fora e sua opinião não contasse.", mas é assim mesmo, tem noivas que ficam tão empolgadas que o casamento acaba sendo mais importante que o próprio noivo, hahahahaha. Além disso, a gente pergunta se ele prefere azul piscina ou azul tiffany na decoração e ele diz que é tudo a mesma coisa, então melhor ficar de fora mesmo, AHUSAHUSHUA.
    Parece que quando Sarah aparece no livro a Catherine acaba virando vilã, mas sei lá, se eu fosse famosa tbm ia querer ter o casamento do ano, kkk.
    Gostei do romance, ele é bem pequeno e parece rápido de ler.
    Beijo, Blog Apenas Leite e Pimenta ♥

    ☆ Tem post novo lá no blog e super agradeceria se você pudesse me ajudar clicando nos links azuis do texto >> Tendência Western: Entre Touros e Cavalos!

    ResponderExcluir
  4. Olá, Nana.
    Geralmente vemos filmes baseados em livros e não o contrário hehe. Eu achei o livro bem interessante pela sinopse, parece ser daqueles que a gente lê e nem vê o tempo passar. Se der vou ler e assistir.

    Prefácio

    ResponderExcluir
  5. Oi Nana! Eu não sabia que eles publicavam livros, eu acho que vou gostar, já que os temas dos filmes deles são ótimos. Esse em particular me agradou. Bjos!! Cida
    Moonlight Books

    ResponderExcluir
  6. Oi Nana, tudo bem? Eu adorei o enredo e espero que alguma editora brasileira publique porque fiquei interessada!

    Bjs, Mi

    O que tem na nossa estante

    ResponderExcluir
  7. Oie, Nana!

    E essa chikorita aí? QUE COISA FOFA AAAAA pokemon >>> HAHAHHA
    Menina, adorei sua resenha! Adorei que a menina é veterinária e resgata cavalos. Essa realidade de estar a beira de perder tudo mesmo fazendo um trabalho tão bonito e tendo uma formação é algo que conheço bem. Também adoro quando os livros trazem essa temática de "Volta ao lar", sempre trazem ensinamentos lindos e nos fazem refletir tbm.
    É um livro que se eu achar com certeza leio!

    Amei sua resenha <3
    Beijos,
    Caverna Literária - http://caverna-literaria.blogspot.com

    ResponderExcluir
  8. Oi Nana, tudo bem?
    Adorei a história do livro, deve ser bem legal, adoraria ler
    Blog Entrelinhas

    ResponderExcluir
  9. Oi Nana,
    Não sabia que a Hallmark tinha lançado uma editora... Podia ter aqui no Brasil, pois é um estilo que muito me agrada.
    E eu te contei que fiz um perfil no NetGalley? Não li nada até agora, mas preciso começar. Quero treinar meu inglês.
    Ah, outra coisa... Você me disse uma vez sobre o Elevador 16 né? Para ver se me animo a ler As Crônicas dos Mortos. Eu posso começar por este mesmo? Eu terminei ontem 'O Casamento' do Bonini e quero ler mais coisas da Faro.
    beeeijos
    http://estante-da-ale.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  10. Tá explicado agora o porquê de ela não ser conhecida minha... rs Pelo visto aqui no Brasil ela não é muito conhecida por muita gente... rsrs Mas os livros dela parecem ser bons, valeu a dica. ^^
    Bjks!

    Mundinho da Hanna

    ResponderExcluir
  11. Hey Nana! Tudo bem com você?
    Eu não conhecia o livro, mas só de saber que ele tem uma adaptação cinematográfica já despertou meu interesse.
    O Demasiada Estranha é um novo blog de estilo de vida de uma apaixonada por livros.
    Vou deixar aqui um convite pra você fazer uma visitinha e seguir por lá.
    Um abraço,
    T. Nunes.

    Demasiada Estranha

    ResponderExcluir
  12. Por que será que o seu kindle só mostra em preto e branco?
    www.blogsereiando.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá,
      É porque ele é o básico. Há outros, mais caros, que mostram colorido. ;)

      Excluir

Olá sejam bem vindos e deixem suas opiniões, com respeito, aqui.

Algumas observações:
- Comentários que não tenham relação com a postagem, serão enviados para o spam.
- Comentários irrelevantes como: estilo copy+cola, desprezando o conteúdo da postagem, 'ah adorei a postagem', 'adorei a coluna', 'que legal o post' e outros no mesmo nível, não serão respondidos, e dependendo, serão enviados para o spam também.