Filme: Felicidade Por um Fio (2018) #TOCANDOAMOR

Violet Jones (Sanaa Lathan) é uma publicitária bem-sucedida que considera sua vida perfeita, tendo um ótimo namorado e uma rotina organizada meticulosamente para conseguir estar sempre impecável. Após uma enorme desilusão, ela resolve repaginar o visual e o caminho de aceitação de seu cabelo está intrinsecamente ligado à sua reformulação como mulher, superando traumas que vêm desde a infância e pela primeira vez se colocando acima da opinião alheia.
Amando a si mesma.

Acho que esta é a primeira comédia romântica da Netflix que entrego uma avaliação tão alta. Costumo ter vários problemas com as produções do estilo produzidas por eles, mas Felicidade Por Um Fio conseguiu seu propósito e me tocou. O filme é uma adaptação de Nappily Ever After, da autora Trisha R. Thomas, adaptado por Adam Brooks, de Três Vezes Amor, junto com o estreante Cee Marcellus. Haifaa Al-Mansour, de O Sonho de Wadjda, comanda a direção.

Violet, Sanaa Lathan vista na série The Affair, é uma mulher negra que cresceu influenciada pela exacerbada vaidade da mãe. Quando criança, sua mãe Pauletta, Lynn Whitfield vista na série Greenleaf, cuidava de seu cabelo e, mesmo tão nova, permitia o doloroso processo para alisá-lo e, por fim, a agradar. Agora, na fase adulta, Violet é conhecida pelo sucesso em sua carreira profissional, como uma executiva no ramo da anúncios. Sua aparência sempre gera comentários, pois está sempre perfeita - ela até dá um jeito pra que isso aconteça assim que acorda.

Vivendo em um relacionamento de dois anos com o médico Clint, Ricky Whittle visto na série American Gods, a moça torna-se esperançosa pelo dia da famigerada proposta e dar o próximo passo. E ela espera que tal pedido a surpreenda em sua festa de aniversário. A expectativa é tanta que Violet precisa manter impecável a sua prioridade favorita: o cabelo. O relacionamento maternal ainda é muito próximo; assim a mãe até madruga na porta da casa dela para alisá-lo.

A chegada do suposto grande dia não sai NADA como esperado. Um acidente com o cabelo a leva até o salão de Will, Lyriq Bent visto na série Ela Quer Tudo, e lá exige uma forma milagrosa para ajeitá-lo. Irritada com a forma esnobe de Violet, a filha do cabeleireiro, Zoe, Daria Johns vista na série Mixed-ish, decide aprontar com a mistura dela, resultando na queda da parte dos fios. Violet entra em pânico, embora acabe rendendo-se ao velho e bom implante capilar. Finalmente, tudo soa bem e só precisa aguardar o posicionamento de Clint. A verdade é que não há nenhum anel. Violet ganha um cachorro de aniversário.

Mais tarde Violet decide confrontá-lo, mas as coisas se viram contra ela: Clint desabafa, apontando sua constante perfeição e o fato de não saber muito sobre ela. Eles terminam o relacionamento, levando Violet a afogar suas mágoas na bebida e, também, nas várias tentativas de renovações em seu visual e em um novo relacionamento. Após uma de suas noitadas, ela descobre que Clint já está se envolvendo com outra pessoa. Devastada e bêbada, Violet raspa o cabelo.

Na manhã seguinte, sem recordar da súbita renovação capilar, ela se vê em prantos, pois jamais poderá consertar aquele dano e muito menos acalmar os nervos da mãe. Embora o horror amenize, conforme ela dá oportunidade de outras pessoas entrarem em sua vida, e também para ouvi-las. A confiança cresce ainda mais quando, eventualmente, Violet reencontra Will e Zoe - para se desculpar - e firmar o início de um belo talvez.

Sanaa Lathan interpreta a protagonista Violet

Acredito que este filme tenha duas partes: o antes e o depois da desculpas feitas à Zoe. Ha! Difícil não ficar sentida com as coisas que Violet diz a ela no salão. Do meu olhar, crianças jamais deveriam ouvir críticas em relação a seu cabelo - aparência no geral -, sobretudo crianças negras; precisam é ser apresentadas a pessoas de certa inspiração. Falo isso porque foi bem difícil não pensar na minha mãe assistindo a cada minuto da produção. Ela é bem parecida com a mãe da Violet; se pegarem fotos da época em que eu era recém nascida vão notar uns dois estilos de penteado dela; hoje ela o mantém liso. Muito vaidosa com o cabelo, e sempre forçou para os meus cuidados; fazia "touca" pra eu dormir e acordar com ele liso e ir pra escola. Ontem mesmo, ela estava dizendo: "você precisa decidir se quer cabelo liso ou cacheado". Bom, já se foi a época em que eu era obcecada por pranchar o cabelo.

E, meu Deus, como jeito do cabelo nos transforma né? A cena dos testes que Violet faz, parecem outras pessoas e outras energias. E é algo que ajuda bastante o roteiro porque quando a personagem opta por raspá-lo o público compreende, além da aceitação trazer certa expectativa com: e agora? Aliás, não há nenhuma "careca postiça", a Sanaa realmente raspou o cabelo para o filme. É uma atriz que admiro bastante; caso você queira assistir mais romances nestes tempos, super indico dar uma olhada na filmografia dela.

Após o mal-entendido, Violet tenta se reconectar com Zoe

A segunda parte nos apresenta momentos inspiradores. Vamos de uma Violet esnobe para uma Violet tentando se redescobrir e recomeçar. E é ótimo ver Zoe novamente em cena; a interação entre elas traz certo frescor, além das inusitadas aparições do pai de Violet, Ernie Hudson visto na saga Os Caça-Fantasmas, No auge da vida, ele trabalha como modelo de cuecas, gerando vários comentários que irritam a ex-esposa. Humor delicioso é outro ponto garantido em cena.

E,sim, há momentos dramáticos, mas soam sutis e pegam aqueles que notam certa identificação. Boa parte dos diálogos são marcantes, e certamente conquistam para mais uma assistida. A cena de "liberdade" na piscina, próximo a conclusão, é de roubar sorrisos, e deixar nossa alma com certo conforto por Violet estar feliz com sua nova vida. Lembrando que romance não é prioridade aqui, embora a cena final deixe peças no ar para a mente dos mais sonhadores.

Violet e Will tentam se dar uma chance

As críticas em destaque na produção são muito válidas, principalmente para esta grande era em que estamos. Parte das redes sociais tornam a nossa aparência o sinônimo de nossas vidas. Além do racismo enraizado, como no prólogo as crianças brancas rindo do cabelo de Violet após ela entrar na piscina; e das olhadas que Zoe costuma receber no decorrer do filme por manter o cabelo afro. Aliás, a menina que interpreta Zoe é um deleite em cena. Ela chegou até ganhar um prêmio pelo trabalho neste filme.

O filme conta com uma simpática interatividade em tela, super floral e colorida, conforme as partes avançam, acompanhando as fases capilares e o renascimento da figura da protagonista. O cenário apresenta locações marcantes, e abusam de tons pastéis como parte do figurino da protagonista. E é muito bonito a maneira que a fotografia indica o poder feminino deste filme. A trilha sonora conquista; a cena da Violet com os parentes na piscina, próximo ao final, ao som de Birdy, é uma das minhas favoritas.

Meu cenário favorito do filme ♥

Mesmo que o final não seja aquele típico contos de fadas que você esteja esperando, Felicidade Por um Fio é daquelas comédias românticas reflexivas e adoráveis; uma boa pedida para assistir com as amigas. Um final feliz não tem apenas um significado. É bem provável que tenha continuação, em vista que há outros livros.

E tomara que alguma editora invista e publique por aqui.


Título Original: Nappily Ever After
Nacionalidade: Americana
Produção de: Netflix, Marc Platt Prod., Badabing Pictures
DireçãoHaifaa Al-Mansour
Roteiro: Adam Brooks e Cee Marcellus
Roteiro Adaptado? Sim, de Nappily Ever After de Trisha R. Thomas
Ano: 2018
Censura: 12 anos
Duração: 1h38min
O Que Assistirei? Cabelo, Comédia, Drama e Romance
Elenco Principal: Sanaa Lathan, Ricky Whittle, Lyriq Bent, Lynn Whitfield, Ernie Hudson, Darian Johns, Camille Guatyentre outros.
Trilha SonoraClique aqui

5 COMENTÁRIOS

  1. Oi, Nana!

    Ainda não assisti o filme, mas vi vários comentários positivos a respeito, e sua resenha me convenceu de vez a ver! Um filme que sem dúvidas traz muitas lições e faz a gente refletir.

    xx Carol
    https://caverna-literaria.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  2. Fiquei animada quando vi que tem filme, e que também pode haver uma possível continuação. Se eu não visse o filme aqui, iria passar batido e bem iria conferir, também não costumo ver comédia romântica na Netflix.

    Abraço

    Imersão Literária

    ResponderExcluir
  3. Olá, Nana.
    Acredita que o final do filme foi um das coisas que mais gostei nele? Eu amei eles não terem seguido pelo caminho mais fácil.

    Prefácio

    ResponderExcluir
  4. Oi Nana, por ser a primeira comédia Netflix que vc entrega uma avaliação tão alta eu já a incluí na minha lista. Já vai para a minha pasta do Pinterest de Filmes que quero assistir.
    O cenário é lindo mesmo. Será que será o meu preferido também?
    beijos
    Chris


    Inventando com a Mamãe / Instagram  / Facebook / Pinterest

    ResponderExcluir
  5. Olá,
    Assisti esse filme algum tempo atrás e adorei, a forma como ela ganha força, se aceita, tudo refletindo no cabelo, afinal cabelo é um tipo de acessório. Um final feliz não tem apenas um significado transmite muito bem tudo.

    Beijo!
    www.amorpelaspaginas.com

    ResponderExcluir

Olá, sejam bem vindxs :D
Algumas observações:
- Os comentários são moderados, conteúdo odioso ou preconceituoso não será aprovado;
- Comentários que não tenham relação com a postagem e estilo propaganda serão enviados para o spam;
- Comentários que desprezam o texto da postagem não serão respondidos.