Livro: Terror a Bordo - Vários Autores

Apertem os cintos para esta antologia de contos turbulentos, com curadoria do mestre do terror e autor best-seller mundial, Stephen King, e do colunista da famosa revista de terror Cemetery Dance, Bev Vincent. Stephen King odeia voar. E agora, junto com seu coeditor Bev Vincent, ele está pronto para compartilhar esse medo com você. Bem-vindos a Terror a bordo, uma antologia sobre tudo que pode dar terrivelmente errado quando se está a 20 mil pés de altura, cortando os céus a 800 km/h, preso em uma caixa de metal com centenas de desconhecidos. Aqui você vai encontrar todas as maneiras como sua agradável viagem pelos ares pode se transformar em um pesadelo, incluindo algumas formas que você nunca imaginou… mas que vai imaginar da próxima vez em que estiver atravessando a ponte de embarque e entregando sua vida nas mãos de um estranho. Incluindo histórias inéditas de Joe Hill e Stephen King, além de catorze contos clássicos e um poema de mestres como Richard Matheson, Ray Bradbury, Roald Dahl, Dan Simmons e muitos outros, Terror a bordo é, nas palavras de Stephen King, “perfeito para ler em aviões, principalmente durante aterrisagens turbulentas”.
Senhor King e sua paixão por continhos.

Eu adoro contos! Especialmente quando eles têm inicio, meio e fim. Por outro lado, aqueles que soam como prólogos não simpatizo muito. Em meio aos dezessete que encontraremos por aqui notam-se vários estilos e tamanhos - passando do clássico ao contemporâneo - envolvendo um único objeto: as aeronaves. Quem tem medo de voar? Não posso comentar muito sobre isso, pois nunca coloquei meus pés num avião. Mas imagino que ficaria com medo pela altura e, talvez, pela possibilidade do meu organismo sedentário não acostumar. Ha!

Stephen King se juntou ao amigo e co-editor Bev Vincent para esta minuciosa seleção. É bem provável que você não conheça tanto de todos autores presentes - o que é um ponto bacana. É sempre legal conhecer um novo autor, não é? Muitos são conhecidos por suspense, sci-fi ou fantasia. Pois é, não precisa ficar com medo! Boa parte dos contos são leves, focando mais nas sensações dos protagonistas ao lidarem com alguma situação caótica bem longe do solo; um lado horrorizado, nem tanto sanguinolento.

Resolvi destacar alguns dos contos que conquistaram meu paladar sedento pelo estilo:

. A CARGA - E. Michael Lewis - não confundir com o autor Michael Lewis
Este autor foca bastante no horror em suas obras.
Sua carreira conta com outros contos publicados lá fora.
Em A Carga iremos até 1978. Sargento Davis fica encarregado da missão de transportar alguns caixões do Panamá até os Estados Unidos. A história por trás daqueles cadáveres não é nada bonita. Uma enfermeira e um jovem também estão a bordo. Nem é necessário dizer que, nas próximas horas, os três precisarão lidar com tormentos além da realidade. Com uma ótima construção do cenário, o autor consegue conquistar nossa curiosidade e formar algumas suspeitas em cima dos dois personagens calados na aeronave. Ainda há uma grande revelação que encaixa bem com a proposta.

. PESADELO A VINTE MIL PÉS - Richard Matheson
Um dos autores mais conhecidos da lista. 
Ao longo da vida investia bastante na fantasia, sci-fi e horror - além de conquistar alguns prêmios importantes. Vários dos livros de Matheson já ganharam adaptações, como Eu Sou a Lenda e Ecos do Além.
Sr. Wilson - não o do Pimentinha - está lidando com uma das piores experiências de voo em sua vida. A ansiedade venceu, e agora o pânico está prestes a testá-lo. Ainda no início do trajeto, Wilson começa a visualizar uma figura deformada na asa do avião - tentando sabotá-lo. E sabotar é algo que a ansiedade faz bastante, não é? O protagonista não é bobo, sabe que suas reações alertarão parte da tripulação e, provavelmente, levantarão suspeitas. Ele até tenta confidenciar o ocorrido para uma comissária, mas parece que só ele enxerga o mal que aquela figura está prestes a causar. E então, de que lado o leitor ficará? Como uma pessoa que lida com isso diariamente - e que já se sabotou várias vezes pelo pânico da ansiedade - esse me atormentou um pouco mais, sobretudo por causa do final. Por isso, até posso afirmar que esse foi o meu conto favorito. Final perturbador, sem or. A escrita do autor nos enlaça com cada sensação vivida pelo protagonista. Minha primeira experiência de leitura com ele, que conheço mais pelas adaptações. Preciso conhecer as obras urgentemente.

. LÚCIFER - E.C. TUBB
Um clássico britânico por aqui. 
Ao longo da vida, o autor investiu bastante no sci-fi por trás de seus inúmeros pseudônimos. 
Este conto, aliás, garantiu um dos prêmios em sua estante.
Foi um dos que idealizei uma ótima adaptação.
O protagonista de Lúcifer é o atendente de necrotério Frank Weston. Talvez ele nunca tivesse cogitado, mas aquele belo anel do morto chamou sua atenção - tanto que acabou roubando. Mas Weston não sabia quanto poder nutriria suas mãos ao colocá-lo. E, claro, a ambição e o ego farão um belo serviço. O anel nada mais é que uma máquina do tempo. Com tanto poder, ele acredita que pode construir a vida que sempre sonhou. Mas um dia tudo isso irá acabar, e Weston lutará para impedir. Esse é aquele tipo de história que, conforme as páginas avançam, o leitor se dá conta que o protagonista quebrará a cara. Ha! E, querendo ou não, há certo sarcasmo na conclusão do autor. Acredito que a pitada canastra na construção do personagem foi algo bem perspicaz.

. VOCÊS ESTÃO LIBERADOS - Joe Hill
É claro que sr. King convidou a cria pra escrever, né gente!
O conto do Joe é um dos mais dinâmicos por aqui, apresenta mais de um ponto de vista.
Imagina você no ar e, do nada, inicia um confronto entre países - mísseis para todo lado. Um clima assombroso! E Joe nos apresenta passageiros distintos - alguns bem treteiros -, mas que no fim só pensam na última coisa que gostariam de ter feito. A escrita tem um tom bem moderno, cheio de referências, então dá uma bela quebra nos contos de narrativas mais densas - e outros maçantes. Minha primeira experiência de leitura com ele, que também conheço mais pelas adaptações. 
Vergonha, né... Ha!

A MÁQUINA VOADORA - Ray Bradbury
Um dos autores mais conceituados nesta seleção de King e Vincent.
Ray nos apresenta o imperador Yuan, que ocupava o trono - muitos anos atrás - perto da Grande Muralha da China. A tranquilidade se desfaz quando um servo lhe informa que há alguém sobrevoando próximo dali; num tom milagroso. Assim que o rapaz pousa, o conto segue para um caminho injusto e desgraceiro que é de chocar qualquer um. Mas é a cara do autor esse tipo de crítica. Só mencionei o conto pra dizer o QUANTO ODEIO O SER HUMANO. NAMORAL, CARA! Queria entrar nesse conto e fazer picadinho daquele imperador.

. ZUMBIS A BORDO - Bev Vincent
Bev também é outro autor por aqui que faz muito sucesso com seus contos de terror lá fora. 
Em livros, ele prefere investir em não-ficção. 
É claro que temos zumbis!
Se a série Creepshow durar o necessário, já até imagino que este aqui vai acabar sendo adaptado em um dos episódios por lá.
Zumbis a Bordo é aquela história de terror com "pegadinha" em sua conclusão. O autor nos apresenta a um grupo de sobreviventes - bem estilo The Walking Dead - que estão prestes a garantir mais um passo para salvação: fazer uma aeronave funcionar. Está tudo preparado para a fuga, mas pelo caminho encontram alguns errantes. O leitor só descobre o resultado deste confronto quando o narrador conclui o conto. Mesmo em poucas páginas, a escrita do autor cria a aflição e expectativa como ninguém.

. O ESPECIALISTA EM TURBULÊNCIA - Stephen King
Pouco antes do fim, finalmente ele!
Vi algumas resenhas mencionado que este conto meio que se conecta com O Instituto, um dos últimos livros do autor lançado por aqui. Até estou pra ler o meu exemplar, se eu soubesse tinha passado na frente. Mas acho que o efeito será o mesmo. Ha!
Desta vez, King nos apresenta a Craig Dixon, um homem misterioso que é... um especialista em turbulência. Mas o que faz um especialista em turbulência? Garantir a segurança da aeronave. Craig não conhece seus contratantes, mas continua no trabalho, pois não há do que reclamar das bonanças. Entretanto, ele está um bom tempo neste ramo; nunca escolhe os voos... ELES escolhem. No último voo escolhido, Craig se vê ao lado da senhora Mary Worth e a tentará com uma proposta que mudará sua vida. Muitos vão se iludir com o título da antologia e criar muita expectativa. Nem todos os contos ficam no tom sanguinário, o que é o caso deste. Só pelos filmes a gente nota que uma turbulência em um voo não é nada atrativo, então bem difícil os passageiros não ficarem nervosos. Por fim, chega esta figura misteriosa ao lado de Mary, tentando fisgá-la ao desconhecido... é algo mais das sensações dela.

. ASSASSINATO NAS ALTURAS - Peter Tremayne
Mais um conto da terra de Betinha por aqui. 
Só mencionando porque amei o fato de ter um mistério no meio dos escolhidos. 
Apesar dos poucos suspeitos em cena conquistou meu interesse, instigando, para entrar no clima da investigação. Bom, não preciso resumir muito, mas um corpo é descoberto durante um voo e, por um acaso, alguns conhecidos da vítima estão a bordo. Resta ao criminologista Gerry Fane solucionar o caso! Fiquei curiosa pra conhecer os outros mistérios do autor.

"Adormecer em um avião era como pagar alguém para agredi-lo no meio da noite."

Em meio aos contos clássicos o leitor ainda vai se deparar com histórias de sir Arthur Conan Doyle e Roald Dahl - que também entram na seleção dos não assustadores, mas sim envolvendo emoções em relação aos seus personagens e uma pitada poética. Há outros contos com tom mais dramático, como um que destaca certo remorso de um soldado, levando-o a uma escolha trágica na conclusão. A seleção de King e Vincent é bem simpática e atrativa, mas senti falta de uma diversidade no meio dos autores.

Parte das histórias deveriam se conectar a um ritmo para o leitor não perder parte do interesse. Como mencionado, há contos mais longos do que outros. Não falo pelo tamanho, porque desanimei com um ou outro menor e isso explica bastante minha avaliação. Mas entendo que a organização preferiu manter a certa expectativa para alguns dos autores, como o próprio King. Não esperava encontrar um grande tom sanguinário e/ou aterrorizante em todos, mas falta um toque a mais pra manter um interesse em alguns dos selecionados, quebrando a dinâmica de uma leitura de contos que geralmente leva um dia, né?

"Existe uma grande diferença entre emoção temporária e medo mortal."

Concluo a resenha avisando que estou finalizando Com Sangue - uma outra coletânea de contos do King - e ele realmente anda usando um tom mais calmo, explorando o ar ao redor e mais político. Tanta coisa espantosa acontecendo na vida real que nada mais justo que retratar. E essa é a graça da escrita - e isso vale para todos os autores presentes nesta antologia, já que boa parte sempre investiu/investe em diferentes estilos - se reinventar através dos anos e acontecimentos.

Caso você simpatize com um terror repleto de suspense, fantasia e sci-fi, não deixe a oportunidade de conhecer o trabalho desses autores passar. Terror a Bordo te levará numa viagem bem estranha, mas irá te entreter com suas conclusões nem sempre tão esperadas. A maior graça do terror é nos enganar em relação ao protagonismo e seus assombros.

Edição lida em e-book e cedida pela editora através da plataforma NetGalley, em troca de uma resenha honesta. Acredito que a minha edição já se encontra finalizada, pois está com capa e todos os outros dados - e não há erros; está com uma ótima revisão. Adoro o trabalho com as referências, sempre compreensíveis. Aprecio o trabalho com a capa - gostei mais do que as outras edições gringas que vi, certamente por causa do vermelho! Ha!

*Adaptações:

- Conto Ataque Áreo  (1989) | Filme: Millennium - Guardiões do Futuro - Trailer
. Ataque Áreo é o conto do norte-americano John Varley, conhecido e premiado por suas publicações voltadas para o gênero sci-fi. O fato de não tê-lo incluindo na lista, não significa que seja ruim. Simplesmente conflitos para absorver sua mensagem em alguns momentos. Mas apresenta uma trama interessante, que se passa no futuro, com uma mulher que substitui pessoas que estão prestes a sofrer um acidente aéreo;
. O filme é protagonizado por Cheryl Ladd e Kris Kristofferson.

Autor: Vários | Antologia editada por Bev Vincent e Stephen King
Título Original: Flight ot Fright
Origem: Literatura Americana
Editora: Suma
Tradução: Regiane Winarski
ISBN 9788556510822
Publicação: 2020
Páginas: 288
Série: Não
O Que Tem? Contos, Aeronaves, Sem Samuel L Jackson e Cobras

LinksSkoob Compre Físico - Compre E-book - No Site da Editora - Site do Autor
O Canto Cultzíneo agradece ao Grupo Companhia das Letras (Suma) por ceder o exemplar para análise.


CONFIRA TAMBÉM NAS LOJAS ABAIXO:

Nana Barcellos

12 comentários:

  1. Olá Nana,
    Também adoro contos, mas que seguem a linha de começo, meio e fim, como você. Gostei de conhecer o livro e um pouco desses contos, mas pelo estilo acredito que nem todos me agradariam muito. Ainda assim, é uma ótima oportunidade de conhecer novos autores.

    Beijo!
    www.amorpelaspaginas.com

    ResponderExcluir
  2. Oi Nana,
    Eu já não sou uma das maiores fãs de sobrenatural, então tenho muito medo de pegar algo do King. Ainda mais depois de algumas resenhas tão desanimadoras sobre ele enrolar.
    No caso, eu não gosto tanto de contos, então piorou, rs. Infelizmente, acho que essa dica não é para mim.
    beeijos
    http://estante-da-ale.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  3. Oi Nana! Eu pretendo ler este livro só por ter o King envolvido e espero que os contos sejam daqueles que tenham finais, também não sou fã de prólogos. Espero gostar e como você disse, aproveitar a oportunidade para conhecer novos autores.
    Bjos!! Cida
    Moonlight Books

    ResponderExcluir
  4. OI Nana, eu também gosto dos contos com início, meio e fim. Concordo com a Cida,. Só por ter o Stephen King envolvido o livro já fica bem interessante aos meus olhos.
    beijos
    Chris
    Inventando com a Mamãe / Instagram  / Facebook / Pinterest


    ResponderExcluir
  5. Oi Nana, tudo bem?
    O livro parece bem bacana, mas perdi a oportunidade de solicitar à editora quando disponibilizaram o e-book. Gosto de livros de contos, e tenho medo de avião, ou seja... provavelmente seria impactada pelas histórias rs.
    Beijos,

    Priih
    Infinitas Vidas

    ResponderExcluir
  6. Oi Nana

    Não sou muito fã de livros de contos, mas talvez seja falta de costume. Mas curto um terror.
    Já estive num avião uma vez numa viagem que durou 30min, foi super tranquilo.

    Boa próximas leituras,
    Apesar do Caos

    ResponderExcluir
  7. Oiee minha flor! Parece ser um ótimo livro para quem ama o gênero. Eu fico assustada só de pensar😂😂😂

    Queria saber sua opinião sobre Com Sangue😍😍😍❤


    Passa lá no blog! Estou esperando sua visita. Bom começo de semana.
    Beijos,
    Paloma Viricio❤❤

    ResponderExcluir
  8. Não conhecia essa obra. King escreve super bem e gostei de ter lido algumas de suas obras. Do que você mencionou, fiquei feliz em ver menção a Conan Doyle. Contos é algo que gosto de ler, embora não faça isso com tanta frequência.

    Abraço

    Imersão Literária

    ResponderExcluir
  9. Gostei da ideia de os contos não serem sanguinolentos, pois eu prefiro suspenses assim, que mexem muito mais com o psicológico do que com uma ameaça real.
    Achei legal esse livro trazer vários autores, assim a gente não foca em apenas um tipo de escrita e possivelmente pelo menos um conto vai agradar.
    Beijo, Blog Apenas Leite e Pimenta ♥

    ResponderExcluir
  10. Olá, Nana.
    Eu não sou muito fã nem de contos nem do King, mas me aventurei nesse livro. Alguns dos citados foram meus favoritos como A Carga, Lucífer e O especialista em turbulência. Mas achei a maioria fraco. Mas como um todo valeu a leitura.

    Prefácio

    ResponderExcluir
  11. Oi Nana, pra mim foi uma leitura de altos e baixos mesmo, mas alguns forma muito bons, O especialista em Turbulência é um dos meus preferidos!


    Bjs, Mi

    O que tem na nossa estante

    ResponderExcluir

Olá sejam bem vindos e deixem suas opiniões, com respeito, aqui.
Algumas observações:
- Comentários que não tenham relação com a postagem serão enviados para o spam;
- Comentários irrelevantes como: estilo copy+cola, desprezando o conteúdo da postagem, 'ah adorei a postagem', 'adorei a coluna', 'que legal o post&#39 e outros no mesmo nível, não serão respondidos e, dependendo, também serão enviados para o spam.