Livro: Amar Tá Osso - Vanessa Bosso #TOCANDOAMOR

Cléo tem certeza que possui o dedo podre para escolher namorados e decide fugir de relacionamentos por um tempo. Para sufocar o amor que existe dentro de si, ela se dedica de corpo e alma à clínica veterinária que tem em sociedade com sua irmã, a Franciscão. Mas, em uma manhã sossegada de domingo, dando uma caminhada com os seus dois filhos peludos, Cléo é pega de surpresa por um tiroteio que resulta em um cão ferido. A partir daquele momento, a vida da veterinária sofrerá uma guinada fenomenal. Apesar de amar tá osso nos dias de hoje, o amor existe dentro de você. Liberte-o!
iti malia

Que tal falarmos de almas gêmeas? 
É o ponto principal desta comédia romântica superfofa de Vanessa Bosso.

Cléo é uma moça que preza pela simplicidade. É feliz trabalhando ao lado da irmã na clínica veterinária - Franciscão - e dividindo o apartamento com seus adoráveis filhos pets, Loki e Osho. O trabalho na clínica rende o suficiente para uma boa vida e manter o otimismo. Cléo só não entende o motivo de sua vida amorosa ser um belo desastre.

Agatha, sua irmã, é apaixonada pelo lado místico da coisa. Então nem é de se espantar quando ela consegue convencer Cléo consultar uma cartomante. Mas se tem uma coisa que todo mundo foge é de uma carta negativa neste jogo. E com Cléo não é diferente. Após ouvir que uma tal de escuridão surgiu na leitura, ela deixa o local irritadiça - ainda mais quando a mulher sugere que ela irá voltar. Quanto mais Cléo tenta esquecer a tal "escuridão", que irá surgir em sua vida, mas retorna ao assunto.

Dias após a consulta, Cléo está em mais um passeio matinal ao lado de seus cães. Loki é um estabanado e energético golden retriever; Osho é um idoso lhasa e sem tanta paciência. Os três são surpreendidos por um assalto no meio de uma avenida em São Paulo. Pensam que um rapaz está ferido, mas, na verdade, uma cão-guia fora gravemente atingida. Cléo decide se responsabilizar por todos os cuidados da cadelinha, encaminhando para sua clínica.

Logo Danton surge desesperado por informações de sua companheira. O rapaz, que é deficiente visual, acaba fisgado por toda simpatia e simplicidade de Cléo. E, claro, por todo empenho da moça para que a cadelinha Vida se recupere. Cléo até sugere emprestar Loki a Danton para suprir a falta da companheira. Acho que vocês já se ligaram na previsão da cartomante, né? Cléo não demora a ligar os pontos, embora custa a acreditar.

Cléo e Danton passam mais tempo juntos, com alguns encontros e passeios, e começam a desvendar além do mundo um do outro. Danton é herdeiro de uma companhia; a simplicidade raramente faz parte de seus dias e escolhas. Os dois têm muito a aprender com seus sentimentos, relembrar dores passadas, para enfim, talvez, concretizar o esperado felizes para sempre.

"-Tá maluca? - Minha irmã surta. - Cães e maridos não se emprestam!"

Acredito que todo mundo teve uma fase da vida em que se iludiu com essa questão das almas gêmeas, quando abordadas em livros, filmes ou novelas. No meu caso era além, porque eu era fissurada em ler as revistas do João Bidu da minha tia; todas dominadas por colunas cheias de discussões sobre o assunto. Ha! A leitura de Amar Tá Osso me divertiu, mas também despertou um sentimento confortável a cada conversa de Cléo e Danton. O enredo é dominado por um tom que conforta nossa mente, bastante espirituoso.

A autora Vanessa Bosso é life-coach e traz bastante da conversa para a narrativa. A protagonista apresenta todo um lado otimista, mas que não força para soar perfeita. O trabalho com os pets transborda de muito amor. A ideia é que Cléo desabafe com o leitor a cada parágrafo, apresentando um toque informal e moderno. Acredito que seja um marco na escrita da autora, além de conduzir o romance de maneira ágil. O livro que comentei no especial do ano passado - Chuta Que é Carma! - compartilha da mesma construção. A diferença é que o enlace de Cléo, Danton e seus doguinhos conquistou bem mais meu coração. Ha!

O romance não encontra tantos obstáculos conforme avança. Um ponto a favor, em vista que o casal raramente discute por motivos fúteis. A ideia é reconectá-los, pois é necessário comprovar que são almas gêmeas e estão destinados um ao outro. Então prepare-se para cenas repletas de coincidências ou de sensações referentes a acontecimentos prévios. Uma pena que a good vibes entre eles quebre um pouco perto da conclusão, com o famigerado plot da ex-crush que surge do nada pra atazanar. Cês sabem que não curto. Sem contar que é algo rápido e forçado.

"- Vou ficar solteirona e com dez cachorros pra me fazer companhia. Bem simples."

Sim, o lado esotérico é bastante presente. A família de Cléo é toda munida de dons e sensações. O leitor deve manter a mente aberta durante a leitura e entender que a autora não está forçando nenhuma religião. É que o assunto - almas gêmeas - abre esse leque de discussões filosóficas, mais espirituais e ilusórias. Como falar de almas gêmeas sem querer acrescentar um toque açucarado de vidas passadas? E tudo é construído de uma maneira descontraída, contando até com alguns momentos eletrizantes! Contei para vocês que Danton é inspirado no Demolidor - da série?

Outros personagens garantem destaque no romance, como Agatha - a irmã de Cléo. Gosto da dinâmica entre elas, de suporte e carinho. E, bem, se Agatha não dá uns empurrões a nossa protagonista não faz as coisas, né? Ha! Elas são irmãs, então rola aquelas discórdias e fica tudo bem dentro de instantes. A mãe também é outra figura, pena que a participação é curta. Conhecemos pouco do cenário familiar de Danton - o que explica seu apego a doguinha Vida. Aliás, os doguinhos roubam a cena. Só fiquei morrendo de pena do póbi policial gamadinho na irmã da Cléo. Zero chances porque a moça é casadíssima.

"- Você não é vingativa.
- Não sou... até chegar no epílogo."

Amar Tá Osso é perfeito para aliviar a mente nesses dias cinzentos. Uma leitura ágil, dominada pelos capítulos curtos, mas que entrega mensagens confortantes para manter nosso sorriso bobo. O final floreado, literalmente, digno de um bom romance. Os problemas lendo o outro romance da autora, que mencionei acima, não foram encontrados por aqui - como a poluição de gírias pelos diálogos. E preciso confessar que meu interesse pela leitura foi por causa do título. Ha!

Edição lida em e-book. Os capítulos são bem curtos, então pode ser que sua leitura finalize em algumas horas. Não quis ser tão apressada, pois sei que me sentiria culpada em abandonar este casal tão cedo. Quis aproveitar mais deles e dos cachorrinhos. Apreciei bastante a revisão e diagramação. Fiquei curiosa, então pesquisei a versão física - está ainda mais caprichosa. A capa é fofura pura.

Não adianta, eu sempre fico chocada quando leio um romance purinho sem o tom apimentado que faz sucesso nos dias atuais. Nada contra, gente. Mas hoje é caso raro, né? E Amar Tá Osso é até publicação recente.

Até o momento da publicação da postagem: e-book disponível no Kindle Unlimited (caso não esteja, você pode encontrar outros e-books da autora e da editora disponíveis para emprestar)


Autora
: Vanessa Bosso
Origem: Literatura Brasileira
Editora: Astral Cultural
ISBN 9788582467602
Publicação: 2018
Páginas: 256
Série: Não
O Que Tem? Chick-Lit, Doguinhos, Alma Gêmeas, Personagem PCD, Veterinária, Demolidor, Escuridão, Esoterismo

7 COMENTÁRIOS

  1. Achei muito legal a história e adorei os trocadilhos com os nomes: amar tá osso, clinica Franciscão... Hahahha genial!

    https://www.heyimwiththeband.com.br/

    ResponderExcluir
  2. Olá Nana,

    Não conhecia o livro e nem a autora, gosto de romances e concordo com você, hoje em dia tem que ter cenas quentes nos romances e isso desanima, as histórias podem ter cenas hot, mas a maioria é só isso, gostei da dica e Agatha é o nome da minha filha.

    https://devoradordeletras.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  3. Oi Nana,
    Iti Malia hahahaha
    Menina, demorei pra sacar o lance da "escuridão" na vida de Cléo, eu sou muito lerda!
    Gostei do fato de ser uma leitura leve, e sou como você, fico feliz e chocada com romances que não tem cenas hot. Além disso, amei que os doguinhos são personagens importantes na trama, haha.
    Beijo, Blog Apenas Leite e Pimenta ♥

    ResponderExcluir
  4. Olá, Nana.
    Eu já li um livro da autora que gostei bastante. Eu sou dessas que não acredita em alma gêmea. Não porque deixei de acreditar ou algo parecido. É que acredito que você tem que ser a pessoa certa então qualquer um pode ser sua alma gêmea hehe. Não sei se é um livro que eu leria por agora, mas vou deixar anotado aqui. E estava lendo um livro essa semana e fiquei esperando vir as cenas de sexo e não aconteceu. Fiquei até pasma hehe.

    Prefácio

    ResponderExcluir
  5. Oi Nana, tudo bem?
    A trama parece gostosinha, mas não sinto que deu muito match comigo.
    Fico feliz que tenha sido um entretenimento bem bacana e alto astral, e que os doguinhos (amo! ♥) tenham conquistado você.
    Beijos,

    Priih
    Infinitas Vidas

    ResponderExcluir
  6. Oie Nana !!

    Ai eu amei a sinopse dessa história 😍😍 Vou procurar no Kindle para salvar na lista dos desejados.
    Eu tenho que assinar o K.U qualquer dia desses !
    Eu tive a minha fase de "alma gemea " , a minha influencia foi a novela "Alma gemea" , hehe.
    Hoje em dia até encaro isso de forma menos idealizada , mas ainda não resisto a um romance que parece estar escrito nas estrelas(ou nas cartas de tárot)

    Beijos

    https://mundinhoquaseperfeito.blogspot.com

    ResponderExcluir
  7. Adorei a resenha e confesso que me interessei. As vezes tudo que eu preciso é de uma leitura assim.

    Bjs

    Imersão Literária

    ResponderExcluir

Olá, sejam bem vindxs :D
Algumas observações:
- Os comentários são moderados, conteúdo odioso ou preconceituoso não será aprovado;
- Comentários que não tenham relação com a postagem e estilo propaganda serão enviados para o spam;
- Comentários que desprezam o texto da postagem não serão respondidos.