Não é Você, Sou Eu #4

era uma noite fria e chuvosa...
Olá pessoas, tudo bem?
Mais uma rodada de dicas negativas que podem ser ultramente positivas para você.
Dessa vez as séries estão descansando. Hum, apesar que estou penando pra fazer uma limpa na minha grade. Ha! Os livros infelizmente voltaram. #chorandoney

Pra quem não entendeu: o blog não postará mais resenhas negativas. Por quê? Porque elas estarão nesta postagem com uma breve apresentação e explicação dos três assuntos alvos de críticas neste blog: livros, séries e filmes. Os músicos, eu só indico os meus favs, então não tem motivos para estar aqui.

Para conferir postagens passadas da coluna ~> clique aqui

LIVROS
É bem provável que os livros sejam mais raros na seleção, simplesmente porque não abandono; já em relação ás notas baixas, eu sempre tento tirar o melhor da leitura. Mas nem tudo tem salvação, né?

VOCÊ CAROLINE KEPNES | ROCCO | 2018 | 384 PGS
LIVRO UM - SÉRIE YOU
SKOOB | AMAZON
- Agradecimentos à Biblioteca Virtual de SP + Rocco por disponibilizarem o e-book para empréstimo;
- E eu juro que gostaria de ter curtido mais. A verdade é que ainda estou meio triste por isso;
- Para quem não conhece, VOCÊ é o livro que deu origem a série homônima que era do canal norte-americano Lifetime - e agora pertence à Netflix. Um terceiro livro foi lançado recentemente;
- Joe Goldberg é o protagonista. A narrativa concedida por ele é diretamente para a vítima: Guinevere Beck, ou simplesmente Beck. Todas as vezes que ele se refere a ela o VOCÊ surge pelas linhas. Joe trabalha numa livraria e foi assim que os dois se conheceram. Eu disse vítima, né? Pois é, o cara vira um creepy do caraio completamente obcecado por ela;
- Beck mal imagina. A jovem, aspirante a escritora, está sempre rodeada pelas amigas e lida com alguns problemas emocionais. Joe está sempre à espreita: observando suas saídas, as solitárias noites em que ela se masturba, invade seu e-mail... Onde Beck está, Joe também estará. Até que em uma noite de bebedeira Beck quase sofre um acidente. Joe a salva, passando a frequentar sua vida de uma forma mais intensa. Pra citar: o cara até arranja de se consultar com o terapeuta dela;
- Se às escondidas o cara já era louco, ficando de pé toda noite do lado de fora da casa dela, agora amigos a coisa fica mais insana. A meta de Joe se torna aniquilar todos que atrapalhem a conexão entre Beck e ele. A primeira vítima é o rapaz que se relaciona com Beck e, por conseguinte, fica páginas e mais páginas sofrendo tortura no porão da livraria;
- Beck não é uma personagem perfeita. Ela tem inúmeros desvios que o leitor conhecerá conforme as páginas avançam. Um deles é a daddy issues fortíssima, que mds... Nem eu. Ha! E Joe encara esses supostos defeitos dela como falta de valor a ele. Então tudo se encaminha para uma conclusão perturbadora;
- Joe não é aquele tipo de assassino caçador. Ele mata quem perturba o ego dele em meio ao jogo com a presa. Isso foi um dos pontos que me incomodaram, além dele sempre se safar na lábia num tom surreal. Ele é feito de trouxa por outros personagens no decorrer da trama, respira e segue em frente. Um deles, aliás, eu pensei que teria troco, mas a autora estava mais preocupada em usar referências a esmo por inúmeros parágrafos e páginas;
- Outro ponto incomodo são essas referências. Eu adoro, mas a própria poluição não é nem um pouco cativante. Há várias pelo mesmo parágrafo que as vezes nem dá pra entender a proposta da cena. E a tradução não está boa, todavia culpo a construção da autora. Até li uma parte no original, em inglês, pra comprovar;
- Em um momento, aliás, ela inventou de colocar um evento de lançamento pra Doutor Sono - já dava pra virar fanfic do Stephen King de tanto que ele é mencionado e, também, por inúmeros capítulos a esmo;
- Outro ranço: as amigas da Beck. Uma pior que a outra. Tem duas - que não são relevantes - dá até pra imaginar fora da narrativa. Não faria diferença;
- E preciso mencionar o assassinato de um personagem descrito como rico. Me expliquem como uma pessoa rica é assassinada, em céu aberto e perto de casa, e não há NENHUMA câmera??? Como disse: tudo muito conveniente pra ele;
- E se prepare para quantidade de vezes que você lerá sobre a xota da Beck e o pau do Joe. Certeza que dá um empate aí na quantidade que VOCÊ aparece também;
- Que saudades do Patrick Bateman de Psicopata Americano, viu?

~*~*~*~*~*~*~*~*~*~*~*~*~*~*~*~*~*~*~*~*~*~*~*~*~*~*~*~*~*~*

EU ODEIO TE AMAR LILIANE PRATA | GUTENBERG | 2015 | 240 PGS
SKOOB | AMAZON
- Vez ou outra a Gutenberg deixa o e-book disponível no Unlimited;
- Outro livro que me deixou chateada por não ter curtido;
- Sempre quis ler pela capa, gente! Não vou negar. Ha!
A comédia romântica é protagonizada por Débora, uma personagem que é super famosa pelas publicações da autora. O início de sua carreira conta com dois livros da personagem, ainda na adolescência, em dois volumes nomeados O Diário de Débora. Nunca li, aliás, não conhecia. Até porque nunca fui fã de revista Capricho, sempre achei tudo fora da minha realidade;
- Ainda na adolescência foi quando Débora conheceu o futuro marido - Felipe;
- Débora relata que os dois passaram um tempo separados e voltaram, fortalecendo a relação. Então o grande dia está prestes a chegar. MAS... Débora flagra o rapaz se atracando com uma bela loira no escritório. De início ela pensa em expor tudo durante a cerimônia, mas decide levar o relacionamento adiante após bolar o tal PLANO MALUCO PARA DAR A VOLTA POR CIMA - subtítulo do livro;
- E o plano é pagar na mesma moeda: a garota passa o livro INTEIRO caçando um macho pra trair o marido. E ela não quer qualquer um. É como se estivesse arrumando um compromisso sério novamente. O resumo é basicamente isso porque Débora sempre está perto e desiste, daí se irrita com Felipe de novo e reinicia o processo da caça;
- Todo mundo que alerta que ela deveria conversar com Felipe e resolver a situação a deixa do contra e irritada. Para manter a paz, uma das amigas decide ajudar. E é claro que Débora acaba por magoar umas pessoas nesse caminho. Desde o início está na cara que uma conversa resolveria tudo, mas a romantização da traição fala mais alto. Felipe é destratado em boa parte da narrativa e nem sabe o motivo;
- Débora é uma personagem muito imatura e, infelizmente, muito difícil de simpatizar. Toda trama é narrada por ela, então soa que está forçando nossa aprovação. Da minha parte não conseguiu. A única pessoa que senti pena foi a pobre da colega de trabalho que foi corneada;
- A escrita é bem jovial, com uma linguagem mais coloquial que pode incomodar alguns leitores. A maneira como as redes sociais estão presente no romance é um ponto bacana. Minha implicância com artigo definido antes do nome dos personagens, segue...


FILMES E TELEFILMES
Nem meu rim pagaria um desses filmes

MUDANÇA MORTAL FILME | 2021 | +16 | TRAILER | COMPRE DVD
TERROR, DRAMA E MISTÉRIO
DIREÇÃO: PETER WINTHER | ROTEIRO: DAKOTA GORMAN E PETER WINTHER
saiba onde assistir: JUST WATCH | LETTERBOXD (embaixo do pôster)
clique aqui e confira o elenco completo
- Netflix obcecada pelo estilo creepy dos telefilmes do Lifetime;
- Sempre fui fã da Ashley Greene. Ela era uma das minhas favs do boom Crepúsculo. Antes desse blog existir, eu até tinha um flog-fc dedicado a ela, acreditam?  Então quando sai coisinhas novas dela sempre me interesso por assistir;
- Mais um filme sobre casal que se muda para uma casa com passado horripilante. A diferença é que não há nada sobrenatural por aqui. Natalie e Kevin são os protagonistas. O casal passa por um momento pra lá de conturbado no relacionamento. Natalie traiu Kevin e as coisas entre os dois nunca mais foram as mesmas. A compra da casa soa como um recomeço, mas dificilmente Kevin *Shawn Ashmore* esquece que seu respeito foi pisoteado;
- Algo na casa se interessa por Natalie. Logo a jovem começa notar as estranhas movimentações, enxergando até uma figura pelos corredores. Fora que alguns personagens próximos a ela ficam estranhamente doentes. E, como ninguém acredita nas acusações dela, Natalie *Ashley Greene* vira suspeita de ser abusiva;
- Não há muito expor da trama sem estragar a grande revelação. Só que não acredito que estão mastigando uma reviravolta maravilhosa de um filme prestigiado dessa maneira. Sério, já é o segundo filme da Netflix, esse ano, que pego com a 'mesma surpresa' e fico ??? O diretor, sacana, foi lá baseou em caso real pra ninguém ficar comparando. Mas é impossível, né querido;
- Mas não foi o ponto que me incomodou a ponto de negativar tanto. A maneira como roteiro trata os personagens secundários é ridícula. Estou super de cara com o que fizeram com a irmã da Natalie. Além do Kevin, com a dor de corno, se aproveitar pra extrapolar no nível de escrotice com a esposa;
- Vamos combinar que o cenário não é nada convidativo. Que vizinhança vazia e esquisita;
- E, sim, gente. Eu sei que a Ash não é a melhor atriz do mundo, mas ela até que trouxe um ar maduro para personagem, que a deixa firme em cena, e despertou meu interesse em seguir com a história;
- O filme é baseado em eventos reais, você pode saber mais clicando aqui.

~*~*~*~*~*~*~*~*~*~*~*~*~*~*~*~*~*~*~*~*~*~*~*~*~*~*~*~*~*~*

LOUCURA DO TEMPO FILME | 2018 | +14 | TRAILER | COMPRE DVD
COMÉDIA, DRAMA, ROMANCE E SCI-FI
DIREÇÃO: ANDREW BOWLER | ROTEIRO: ANDREW BOWLER
saiba onde assistirJUST WATCH | LETTERBOXD (embaixo do pôster)
clique aqui e confira o elenco completo
- Parabéns para Sophie Turner que comparece mais uma vez nesta coluna;
- Ter freak no nome original quer dizer muita coisa aqui;
- Neste romance (???) somos apresentados ao jovem casal Stillman *Asa Butterfield* e Debbie *Sophie Turner*. Ela é apresentada como a típica jovem dos sonhos adolescente, assim Stillman - o nerd - faz de tudo para ser notado. Quando consegue, o garoto maníaco por números e criações tecnológicas, tenta ser o namorado perfeito. Algo na perfeição não agrada Debbie. A jovem resolve terminar o namoro;
- Usando um dispositivo, Stillman tenta despertar um pensamento diferente em Debbie. Em todas as possibilidades a amada só deseja o término. O que será que ele deve fazer para tê-la de volta?
- Acompanhado de seu melhor amigo Evan *Skyler Gisondo*, Stillman cria uma máquina do tempo para tentar consertar pontos negativamente inesquecíveis do relacionamento com Debbie. Se ele mudar seu comportamento e ações, talvez a ideia de término desapareça do pensamento dela no futuro. O problema é que isso não é lá 100% confiável. Vocês acham que a moça será feliz sendo manipulada mentalmente desse jeito?
- Vocês lembraram de O Teorema Katherine lendo esse resumo? Pois eu lembrei e muito enquanto assistia ao filme. E como Colin é um dos personagens que mais DETESTO na literatura jovem, o menino Stillman só conseguiu meu ranço a cada escolha por aqui. Só descrevi um pouco da primeira parte da trama. A segunda é ainda pior porque Debbie não tem mais um pingo de personalidade. Bom, até ela se incomodar com algumas coisas. Pra completar a conclusão foi a própria idiotice;
- Stillman é um personagem egocêntrico. O pobre do amigo está ali, ajudando, e ele não demonstra muito valor. E vamos combinar que Evan carrega essa trama nas costas e, sendo assim, merecia seu final feliz;
- Parando pra pensar: se um homem decidir fazer algo do tipo comigo, então considero Loucura do Tempo o próprio filme de terror.

JOGOS ENTRE AMIGOS FILME | 2020 | +16 | TRAILER | COMPRE DVD
COMÉDIA
DIREÇÃO: JOSH DUHAMEL | ROTEIRO: BOB SCHWARTZ, JOSH DUHAMEL E JUDE WENG
saiba onde assistirJUST WATCH | LETTERBOXD (embaixo do pôster)
clique aqui e confira o elenco completo
- Sabe quando a gente assiste um filme e no fim gostaria de um colírio DESVER? Pois é!
- Não que eu odeie a presença do Josh Duhamel, mas ter visto o nome do Jensen Ackles no meio foi o que me levou até o play. Pra quebrar a cara, porque ele aparece por uns cinco segundos;
- O resto foi tudo tortura pra minha mente puríssima de filmes natalinos. Ha! Basicamente, um monte de quarentão usando piada a lá American Pie numa versão pra lá de grotesca de Gente Grande. Bobfather *Josh Duhamel* decide reunir seus melhores amigos numa competição insana, que testa o físico e o mental de todos eles. O problema é que uns sempre levaram essa competição tão a sério a ponto de cometer os atos mais grotescos possíveis - um com o outro. Bem, envolve dinheiro e não é todo mundo que assiste uma oportunidade de grana passar tão fácil, né?
- Olha, nem vou alongar neste filme. Só de lembrar algumas cenas deixa minha mente perturbada. Ha! Os caras são nojentos. Pra alguns o filme pode até soar divertido, mas não foi o caso aqui. Só senti desconforto a cada cena. Jensen, querido, espero que você pague minha terapia.

~*~*~*~*~*~*~*~*~*~*~*~*~*~*~*~*~*~*~*~*~*~*~*~*~*~*~*~*~*~*

SONHOS DA MORTE FILME | 2007 | +13 | TRAILER | COMPRE DVD
SUSPENSE E MISTÉRIO
DIREÇÃO: DOUGLAS ELFORD-ARGENT | ROTEIRO: WENDY ELFORD-ARGENT
saiba onde assistirJUST WATCH | LETTERBOXD (embaixo do pôster)
clique aqui e confira o elenco completo
- Aos medrosos: não se assustem com o pôster, pois o filme NÃO tem nada de terror;
- Fui altamente tapeada pela sinopse;
- Filme dominado por atores com mais de vinte anos interpretando adolescente, então vamos fingir que nem em Glee. A protagonista é Christy *Gwendolyn Carver* que, do nada, começa a enxergar o fantasma de um menininho pelos cantos. Em paralelo, alguém começa a assassinar os colegas de classe dela - o principal suspeito, adivinhem, é o crush de Christy.  E, sim, os dois casos estão conectados;
- A sinopse menciona que a protagonista tem o dom de se conectar com os mortos. A verdade é que ela só vê o garoto. Ainda assim o roteiro nem explora nada direito, só quer resolver o mistério em torno do fantasma. É aquele tipo de thriller jovial que só sabe mostrar adolescente sendo um porre antes de ir ao ponto que interessa;
- Apreciei a revelação do assassino, apesar que não é lá difícil descobrir. A produção tem certo ar nostálgico, em vista que foi lançada no anos 2000 - era boom das locadoras. Os efeitos em cena e as luzes me lembraram uns que chegavam direto em vídeo, bem estilo deles mesmo;
- O elenco é completamente desconhecido, então não espere atuações marcantes. É uma produção independente;
- Assisti gratuitamente na PlutoTv.

COM AMOR, ALASCA - TELEFILME | 2019 | LIVRE | TRAILER | COMPRE DVD
ROMANCE E DRAMA
DIREÇÃO: JUSTIN G. DYCK | ROTEIRO: NEALE KIMMEL
ADAPTADO DE: AN ALASKAN CHRISTMAS, DE BELLE CALHOUNE
saiba onde assistirJUST WATCH | LETTERBOXD (embaixo do pôster)
clique aqui e confira o elenco completo
- Romance produzido pela editora Harlequin norte-americana para o canal UPTV;
- Se você vai dar problemas de saúde mental para um personagem, que explore direito, né? Não só torná-lo paranoico pra minutos depois dizer que o amor amenizou tudo;
- A Dra. Maggie Richards *Sarah Podemski* parou tudo na vida e decidiu voltar à sua cidadezinha no Alasca. Com a morte de seu respeitado tio, Maggie herdou a amada clínica dele mais a casa. Seu retorno bate com um badalado evento local chamado Operation Love, que recebe turistas de todo canto do mundo para encontrarem seu grande amor. E, claro, Maggie esbarra com Finn O'Rourke, seu ex-crush, que está completamente mudado; não só fisicamente, mas também emocionalmente. Ele está longe de ser o divertido e aventureiro Finn da época colegial;
- Finn *Victor Zinck Jr.* está passando por um longo processo de recuperação emocional desde a morte dos pais mais o tempo em que atuou como piloto durante a guerra. O tio de Maggie era quem o ajudava, mas agora só o deixou como parceiro administrativo da clínica ao lado de Maggie. Finn é sócio do irmão, mas está planejando deixar o local o quanto antes. Com o retorno de Maggie antigos sentimentos começam a despertar, levando Finn questionar se realmente merece ser feliz;
- Dessa vez é o protagonista masculino que fica no: vou me envolver/não vou me envolver. Esse ponto é até meio compreensível, em vista das emoções dele. Por outro lado, é besta os motivos que levam desencontros entre eles; uma conversa basta, sabem? Com o tal evento rolando é nítido que eles vão se enganar que um tá saindo com um inscrito e tals. Chega ser idiotice;
- Um fato que apreciei - e muito - foi a atriz protagonista ter uma fisionomia comum. Vocês sabem que o tipo que domina esses filmes é a Barbiezinha, então adorei conhecer a atriz e espero que ela aceite participar de mais telefilmes românticos;
- E, gente, amooooooooooo a facilidade que esse povo tem de herdar coisas nesses filmes;
- E Joey Fatone, do *NSYNC, faz uma aparição inusitada por aqui.

~*~*~*~*~*~*~*~*~*~*~*~*~*~*~*~*~*~*~*~*~*~*~*~*~*~*~*~*~*~*

CASAMENTO ENCANTADO - TELEFILME | 2017 | LIVRE | TRAILER | COMPRE DVD
ROMANCE
DIREÇÃO: JAKE HELGREN | ROTEIRO: JAKE HELGREN
saiba onde assistir: JUST WATCH | LETTERBOXD (embaixo do pôster)
clique aqui e confira o elenco completo
- Mais um telefilme do UPTV, desta vez comprado da produtora Marvista;
- Aqui no Brasil está na programação do Lifetime;
- E sendo sincera: não acontece NADA de relevante. O casal já está junto, firme, felizinho, fofinho e sorrindo. Então eles decidem casar, numa cerimônia simples e invernal. O problema é que a mãe da noiva, a type riquinha esnobe, tinha tudo planejado. A mulher passa a trama INTEIRA pentelhando os dois, pois anseia em provar que a escolha dela é a melhor. E é só isso o filme, gente. Ha!
- O casal é fofinho. Não vou negar que é sempre bom assistir Nick Bateman. E, meu dels, a noiva *Andrea Bowen* tem uma paciência que chega ser irritante. Demora e muito para que ela tome uma decisão perante a birra da mãe;
- Exceto a mãe, os outros coadjuvantes não chamam tanta atenção em cena - algumas situações soam bem forçadas;
- O cenário é atrativo para quem curte romances de inverno;
- Esse filme tem trocentos títulos em inglês, esse aí do pôster e outros. Então se for caçar, tenha paciência. Ha!

20 COMENTÁRIOS

  1. Olá Nana, tudo bem?
    Vi o piloto da série VOCÊ , e realmente não gostei.
    Mesmo com as ressalvas "Casamento Encantado" e "Love Alaska" parecem ser bons filmes para passar o tempo.

    *bye*
    Marla
    https://loucaporromances.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  2. Oi Nana,
    Menina, eu li e tenho os exemplares físicos de 'O Diário de Débora'! Devo ter lido nos meus 14/15 anos, porque faz MUITO MUITO, TIPO MUITO TEMPO! KKKKKK
    Lembro que os conheci através da revista Capricho, se não me engano, foi a própria Capricho que o publicou, na época. Tenho vontade de ler essa continuação, mas e o medo de estragrar as boas lembranças???? rs
    Nem sabia que vez ou outra fica no KU, vou ficar de olho!
    beeeijos
    http://estante-da-ale.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  3. Olá, Nana.
    Eu gostei da série Você, só assisti a primeira temporada, mas nem me aventurei a ler o livro. Esse outro ai eu nem conhecia mas já tomei raiva dessa protagonista hehe. Quanto aos filmes não conheço nenhum, sou estranha hehe.

    Prefácio

    ResponderExcluir
  4. Adorei o post, já sei do quê passar longe rs
    Eu amei a série Você, e até peguei os livros para ler, mas não comecei.
    Esse último filme parece bem Hallmark e feito para assistir de tarde
    beijos
    https://www.dearlytay.com.br/

    ResponderExcluir
  5. Oieee Nana!
    Olha, eu tenho raiva de You, porém quero ver a terceira temporada (vai ser a última, espero????)
    Não li o livro, mas passo raiva toda vezKKKKK
    não assisti esse filme do nick bateman, mas ACHO que assistiria só por ele, CONFESSO KKKKKKKKK
    eu li manual da conquista só por causa dele
    e vi entre amores e cores só por ele tambem KKKKKKKKKKKKKKKKKKK


    Beijos!
    Pâm
    Blog Interrupted Dreamer

    ResponderExcluir
  6. Oie
    Assisti a série e li o livro. Ainda não tenho uma opinião certa. Mas de modo geral gostei.

    Beijinhos
    https://tecendoaliteratura.blogspot.com

    ResponderExcluir
  7. O você eu não cheguei a ler o livro, só assisti a série, até achei interessante o suspense, mas não sei se leria. Faz parte da vida não gostarmos de tudo. Eu as vezes abandono livro sem medo mesmo de ser feliz, não sou apegada kkkk

    www.vivendosentimentos.com.br

    ResponderExcluir
  8. Oi Nana! Eu não gostei da série Você e por isso nem me arrisquei a ler o livro, achei aquela história doentia demais. Bjos!! Cida
    Moonlight Books

    ResponderExcluir
  9. Oie, ainda não li nem vi nenhum desses, mas vou passar longe da maioria haha. O único que ainda me interessei foi Você, mas depois passou.

    Bjs

    Imersão Literária

    ResponderExcluir
  10. Não assisti nenhum desses filmes até agora, mas gosto da sua sinceridade sobre os mesmos hehe!

    https://www.heyimwiththeband.com.br/

    ResponderExcluir
  11. Oi Nana, tudo bem?
    Por sorte não topei com nenhum desses livros ou filmes, mas se acontecer graças às duas dicas vou preferir evitar. Já está difícil para eu me interessar por alguma coisa ultimamente, imagina passar um bom tempo me dedicando a uma leitura ou a um filme e no final me arrepender. Pelo menos com os detalhes que você apresentou, se eu decidir encarar não vou criar falsas expectativas.

    Até mais;
    Mente Hipercriativa | Universo Invisível

    ResponderExcluir
  12. Oi Nana, tudo bem?
    Felizmente os filmes não têm muito a ver comigo, então eu não colocaria no radar de qualquer modo. Lendo suas resenhas fica ainda mais nítido que vale a pena tomar essa decisão hahahaha! Eu recebi Você, mas sorteei, porque já tinha vistos comentários como o seu e fiquei satisfeita em acompanhar a trama só pela série mesmo.
    Beijos,

    Priih
    Infinitas Vidas

    ResponderExcluir
  13. Oiee Nana! Obrigada pelos alertas de filmes/ livros não tão bons. Com sinceridade eu nunc curti muito os filmes que o canal lifetime disponibilizava. Enfim... Tinha até marcado aqui na lista a série Você para assistir, mas agora fiquei com um pé atrás. É tão ruim quando shipamos um livro pela capa e ele é ruim, né?
    Beijos,
    Paloma Viricio

    ResponderExcluir
  14. Oi, Nana! Tudo bom?
    Adorei o estilo de post KKKKKK sempre tem aquelas histórias que o santo não bate com o nosso, né? É inevitável. Dos livros, não conhecia nenhum. Dos filmes, acho que só esses de casamento/vibes de Hallmark que você citou. Não é nenhuma obra prima, mas as vezes eu deixo essas farofas de fundo fazendo barulho porque são tosquinhas mas divertidas.

    Beijos, Nizz.
    www.queriaestarlendo.com.br

    ResponderExcluir
  15. Olá...
    Já li EU Odeio te Amar e concordo totalmente com vc , a protagonista é muito imatura e o livro todo é muito chato haha... também li esse pela capa e pelo título atrativo.

    Beijos

    http://coisasdediane.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  16. Oi Nana,

    Gostei da coluna, muito bacana.
    Eu não li e nem assisti a série Você, confesso que perdi a vontade de assistir depois de um tempo e o livro não me chama atenção.
    Os filmes eu não conhecia, apesar das ressalvas fiquei curiosa com Love, Alaska.

    Bjs
    https://diariodoslivrosblog.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  17. Obrigado por essa lista. Passarei longe dessas obras. Li tudinho rs

    Boa semana!

    Jovem Jornalista
    Instagram

    Até mais, Emerson Garcia

    ResponderExcluir
  18. Oi Nana,
    Eu assisti a série Você, e depois disso fiquei sem vontade de ler o livro, que pelo jeito, foi uma boa decisão. Sobre a Ashley Greene, eu nunca fui fã de Crepúsculo, mas tive flogs de famosos do flogvip.com, e lembro que na época tinha muitooos flogs dedicados a ela. E apesar da sua experiência negativa, eu assistiria Mudança Mortal por que gosto de suspenses sem sobrenatural.
    Gostei do post, achei que você foi super sincera, haha.
    Beijo, Blog Apenas Leite e Pimenta ♥

    ResponderExcluir
  19. Com amor alaska parece muito bom. Vou assistir pode ter certeza.

    Obrigado pela dica..

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. bom filme pra vc!
      que seja uma experiência melhor que a minha, haha
      bjs

      Excluir

Olá, sejam bem vindxs :D
Algumas observações:
- Os comentários são moderados, conteúdo odioso ou preconceituoso não será aprovado;
- Comentários que não tenham relação com a postagem e estilo propaganda serão enviados para o spam;
- Comentários que desprezam o texto da postagem não serão respondidos.