Livro: Uma Mulher na Escuridão - Charlie Donlea

quinta-feira, maio 16, 2019

Ao limpar o escritório de seu pai, falecido há uma semana, a investigadora forense Rory encontra pistas e documentos ocultados da justiça que a fazem mergulhar num caso sem solução ocorrido 40 anos atrás. No verão de 1979, cinco mulheres de Chicago desapareceram. O predador, apelidado de Ladrão, não deixou nenhum corpo ou pista — até que a polícia recebeu um pacote enviado por uma mulher misteriosa chamada Angela Mitchell, cujas habilidades não-ortodoxas de investigação levaram à sua identidade. Mas antes que a polícia pudesse interrogá-la, Angela desapareceu. Agora, Rory descobre que o Ladrão está prestes ser posto em liberdade condicional pelo assassinato de Angela: o único crime pelo qual foi possível prendê-lo. Sendo um ex-cliente de seu pai, Rory reluta em representar o assassino, que continua afirmando não ser o assassino de Angela. Agora o acusado deseja que Rory faça o que seu pai prometeu: provar que Angela ainda está viva. Enquanto Rory começa a reconstruir os últimos dias de Angela, outro assassino emerge das sombras, replicando o mesmo modus operandi daqueles assassinatos. A cada descoberta, Rory se enreda mais no enigma de Angela Mitchell, e na mente atormentada do Ladrão.Traçar conexões entre passado e presente é a única maneira de colocar um ponto final naquele pesadelo, mas até Rory pode não estar preparada para a verdade.

Aviso: Esse livro contêm alguns gatilhos ligados à saúde mental - automutilação.

Esse suspense deixa toda questão do quem matou de lado. Vamos nos afundar numa investigação sobre uma moça autista desaparecida no fim dos anos 70: Angela Mitchell. E sua história se conecta com a nossa protagonista, Rory Moore, nos dias atuais.

No prólogo de Uma Mulher na Escuridão, conhecemos toda obscuridade do Ladrão, um assassino que deixava as mulheres em pânico em Chicago, no final dos anos 70. Ele as assassinava por asfixia, com uma engenhoca que lhe dava uma sensação de prazer, que ele mesmo chamava de BARATO. Alguns desaparecimentos registrados, mas durante a trama descobrimos que se especula muito mais. Então conhecemos Angela Mitchell, que ao assistir uma reportagem na tv começa a se impressionar com o caso, e inicia um diário cheio de registros sobre as vítimas.

Naquela época ainda não se falava muito sobre autismo. Angela sempre fora considerada "só mais uma louca". Com a sanidade sempre questionada pelos pais, chegou a ser colocada numa clínica psiquiátrica por eles, e foi onde viveu até os dezoito anos. Agora na fase adulta, ela lida com vários problemas emocionais, e coletar os casos acaba por se tornar um gatilho para sua paranoia. Ela inicia sua própria investigação e começa a enxergar o assassino em alguns homens ao seu redor. E claro, Ladrão é quem ela menos espera.

Nos dias atuais conhecemos a investigadora forense Rory Moore, que apresenta um estilo bem peculiar. Seu olhar para resolver os casos que soam impossíveis a tornaram uma grande especialista na área. No momento, Rory está afastada de todo trabalho. Como um grande nome na área, ela tem o poder de escolher e negá-los. Assim como Angela, Rory também lida com algumas questões emocionais. Sua terapia é a restauração de bonecas de porcelana e estar ao lado de sua tia-avó Greta, quem até hoje lhe ensina todos os truques. Ao ser contratada por um cliente, ela reencontra um amigo, o Detetive Ron.

O Detetive pede a Rory que investigue a morte de uma moça. De início a investigadora teme, mas acaba se aproximando do caso. Porém, ao receber um telefonema informando sobre a morte de seu pai, Rory se vê em meio aos problemas dele. Seu pai era advogado e claro, a papelada precisa ser organizada, assim como alguns clientes precisam lidar com a notícia. Tudo fica a cargo dela, inclusive a liberdade de um temível assassino, o Ladrão. Seu pai era o advogado de defesa do caso, o que lhe rendeu bastante dinheiro, mas Rory nota que ele pareceu ignorá-lo nos últimos anos, como se quisesse afastá-lo.

Então Rory decide estudar todo o caso, iniciando uma investigação paralela, sobre o paradeiro de Angela Mitchell. Muitas pessoas ainda acreditam que ela fora assassinada pelo Ladrão, em vista que desapareceu assim que o entregou para a polícia. Entretanto, não só Rory está curiosa com o paradeiro de Angela, mas também alguns velhos conhecidos. Isso incluí Ladrão, que não vê a hora de reencontrá-la.

Cada vez mais próxima da verdade, a investigadora começa a se enxergar em Angela, sinal de que está se apegando muito ao caso. E piora ainda mais, quando começa a descobrir os segredos que seu pai e Greta desejariam enterrar para sempre.

As narrativas dos anos 70 e dos dias atuais seguem paralelas, deixando várias dicas para o leitor solucionar o caso.

"Expor sua alma sempre foi algo difícil, mesmo quando ela fazia isso apenas para si mesma."

Charlie Donlea está de volta com uma protagonista cheia de peculiaridades e um suspense repleto de segredos de família. Um enredo que entretém, nos apresentando personagens interessantes e uma investigação fácil de degustar. Quem não curte o tom mais sanguinário, certamente irá apreciar. Alguns pontos com conexões bem simpáticas, como relacionamento de Rory com sua tia-avó, Greta. E acredito que esse seja um caso raro, de um livro investigativo, que não suspeito do namorado ou acho ele um mala sem alça. No caso namorado-não-tão-namorado, já que Rory não consegue definir o status do seu longo relacionamento com Lane.

Rory Moore é apaixonada por reconstrução de bonecas de porcelana. Acho que nunca conheci um personagem literário com esse hobby, e é tudo bem descrito, como se estivéssemos ali, assistindo cada detalhe que ela e Greta fazem ao polir as peças. Rory também mantém um estilo excêntrico, sempre obcecada por óculos escuros, botas e gorros. Ela se conecta bastante com seus casos, e por vezes, as vítimas invadem seus sonhos. E adorei o fato de Donlea apresentar um lado do emocional da Rory, de que os casos deixam a mente dela pesada, e que ela precisa se distanciar para limpeza. É algo que não vemos muito em livros do estilo, a maioria dos investigadores protagonistas sempre soam perfeitos, a lá deus ex machina.

"Ele foi polido e amável. Um cavalheiro perfeito. Reabilitado e pronto para se reintegrar à sociedade."

A investigação é muito bacana de acompanhar e traz um desfecho emocionante. A página final é muito bonita e tocante. Porém, depois da ousadia de Não Confie em Ninguém - sei que tem gente que não curte o final, mas eu venero, e até agora é meu livro fav dele - eu esperava algo mais ou menos nesse nível, ou tão impactante quanto. As revelações são bem previsíveis, com poucas informações oferecidas você já saca boa parte dos mistérios. O que atrai e rende MUITO é a ótima escrita do autor e a maneira perspicaz que ele sempre conecta os fios. Amo a construção que ele faz das narrativas paralelas e como elas vão se conectando ao longo dos capítulos.

Entretanto, um ponto que me deixou realmente chateada, foi o caso que o Detetive pede ajuda. Simplesmente porque ele é apresentado no início, e detalhe, estranhamente com o mesmo estilo do Ladrão. Será que ele não trabalhava sozinho? Se fosse no meio ou perto do fim, eu não ligaria. É algo que fica em aberto, apesar da grande conexão de Rory com a vítima - rola até uma ajudinha básica da morta. Pelo menos deu a deixa, de que talvez, teremos um próximo livro da investigadora.

Acredito que aqueles que amaram Deixada Para Trás vão adorar embarcar nos caminhos de Uma Mulher na Escuridão, e descobrir vários dos segredos do passado de Rory, teorizando sobre o desaparecimento de Angela. A cada livro, Charlie Donlea se fortalece no gênero, e é ótimo acompanhar a evolução de sua escrita, sempre bem pesquisada e deliciosamente viciante. Sempre impossível deixar suas histórias de lado, apenas ao finalizar. Mesmo que seja quase três horas da manhã...

"Angela não queria ser encontrada quarenta anos antes e não queria ser encontrada agora."

Preciso ressaltar que seria bem interessante se o namorado-não-namorado de Rory, o Lane, ganhasse seu próprio livro investigativo. Lane é do tipo que entra na mente do assassino, estudando seus atos, e se tornou consagrado por ter vendido um livro sobre esse assunto. E ele no tribunal é bem debochado. Ha!

Mais um belo trabalho da Faro Editorial na edição. Ótima diagramação, organização sempre notável, com uma ótima revisão. Apreciei muito a fonte, o tamanho está bom. A narrativa é dividida em quatro partes, então temos aquelas capinhas legais. Alguns capítulos são curtos, o que dá aquela sensação de uma leitura ágil. Gosto da capa, acho que ela meio que representa a Rory, pelo seu estilo ser bem destacado pelo autor.

COMPRE O LIVRO NA AMAZON ATÉ 26/05 E GANHE 10% DE DESCONTO. 
USE O CÓDIGO MULHER10.
CLIQUE NA IMAGEM.


~*~
O CVV – Centro de Valorização da Vida realiza apoio emocional e prevenção do suicídio, atendendo voluntária e gratuitamente todas as pessoas que querem e precisam conversar, sob total sigilo por telefone, email e chat 24 horas todos os diashttps://www.cvv.org.br/
Você também pode usar a linha sigilosa para apoio emocional 188, que é gratuita em todos os estados brasileiros.
~*~
Autor: Charlie Donlea
Título Original: Some Choose Darkness
Origem: Literatura Americana
Editora: Faro Editorial
Tradução: Carlos Szlak
ISBN: 8595810729
Publicação: 2019
Páginas: 304
Série: ?
O Que Tem?: Saúde Mental, Segredos do Passado, Cade a muié?

LinksSkoob Compre Físico - No Site da Editora - Site do Autor
O Canto Cultzíneo agradece à Faro Editorial por ceder o exemplar para análise.

You Might Also Like

15 COMENTÁRIOS

  1. Oi Nana,

    Já é a terceira resenha positiva que leio desse livro hoje e não só pela capa, mas pela premissa fiquei intrigada em conhecer a história.
    Bom saber que a leitura agradou no geral.
    Bjs e uma boa semana!
    Diário dos Livros
    Conheça o Instagram

    ResponderExcluir
  2. Oi, Nana!

    A Faro está trazendo uns suspenses bem legais ultimamente né? Pra sua felicidade hahaha achei a premissa bem interessante e a capa bem bonita, mas a vermelha lá em cima ficou assustadora hahaha adorei a resenha!!

    xx Carol
    https://caverna-literaria.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  3. Oi Nana!
    Nossa que livro, não conhecia. Confesso que não sou fã do gênero, porém fiquei interessada. Eu sou péssima em perceber as dicas que o enredo oferece, acho que isso ajuda muito no desfecho, porque fico surpresa. Esse livro me lembrou A Garota no Gelo....

    Até mais!

    Depois da Leitura
    Loja Depois da Leitura

    ResponderExcluir
  4. Oi Nana! Impressionante como todo mundo adora os livros desse homem, parece que é ótimo no policial mesmo. Gostei de ter uma personagem autista e a trama parece bem desenvolvida!

    Bjs, Mi

    O que tem na nossa estante

    ResponderExcluir
  5. Oi Nana,
    Quero muito conferir essa obra, você mesma sabe que foi uma das principais influenciadoras para eu ler Charlie Donlea e já comprei todos os livros dele publicados aqui, só falta este para completar a minha coleção.
    Sei que vai ser algo de arrepiar, mas primeiro vou ler "Deixada para trás', rs.
    beijos
    http://estante-da-ale.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  6. Oi Nana!
    Eu fiquei curiosa e adoro segredos de família, pena q é meio previsível!
    Eu quero ler algo do autor que tem sido bem elogiado, mas acho que não será esse...
    Bjs
    A Colecionadora de Histórias - Blog

    ResponderExcluir
  7. Oiii Nana

    Este livro está sendo super comentado e todas as resenhas tem elogiado bastante, principalmente por conta dessa evolução positiva do autor dentro desse gênero do suspense. A história parece bem bacana e viciante, quero ler.

    Beijos, Ivy

    www.derepentenoultimolivro.com

    ResponderExcluir
  8. Olá, Nana.
    Eu gostei muito desse livro. Deixada para trás ainda é meu favorito, mas esse está ali do ladinho hehe. A Rory é sensacional e acredito que teremos sim mais livros dela até pelo caso que você citou ter ficado em aberto. Eu achei o final bem coerente e se fosse do tipo de Não Confie em ninguém o povo ia falar que foi sem criatividade hehe.

    Prefácio

    ResponderExcluir
  9. Eu já tinha lido uma resenha dele a algum tempo atrás mas nem lembrava direito do que se tratava… gostei da tua resenha ��

    Beijo !


    Tem matéria nova no site! Como usar vestido listrado


    ResponderExcluir
  10. Oi Nana, estou doida para ler esse livro, mas ainda não o comprei. A premissa é incrível e eu amo um suspense. Combinação perfeita, né? rs Infelizmente, sempre vai ter alguma coisa que não nos agrada, mas esse parece ser o melhor livro do Charlie até o momento.
    Bjks!

    Mundinho da Hanna

    ResponderExcluir
  11. NANANAAA
    QUE DEMAIS
    eu nunca li nada do autor, Nana, mas acho que essa dica foi ótima. Eu gosto de livros investigativos mas muuito sangue às vezes me deixa enjoada e eu fico passando mal rs não sei explicar
    Acho que as bonecas podem ser um ponto que incomoda, imaginei! rsrsrsr Mas parece um ótimo, apesar dos pesares rsrs
    Beijocas da Pâm
    Blog Interrupted Dreamer

    ResponderExcluir
  12. Oi Nana! Eu adorei este livro e desejo muito a Rory em mais obras. Deixada Para Trás ainda é meu favorito do autor, mas este vem na sequencia. Bjos!! Cida
    Moonlight Books

    ResponderExcluir
  13. Oi Nana.
    Cada vez mais sinto necessidade de acompanhar os livros de Charles Donlea. Adorei a premissa da obra, além do hobby e das excentricidades de Rory. Espero ser em breve.
    Beijos
    Fantástica Ficção

    ResponderExcluir
  14. Olá! Acredito que é a terceira resenha desse livro que me deparo haha. Confesso que fiquei até curiosa, mas depois de ver que contém alguns gatilhos sobre saúde mental estou reconsiderando. (Aliás, gostaria de agradecer por informar sobre isso na resenha! É muito importante e faz toda a diferença, pois evita alguns desconfortos de leitores mais sensíveis durante a leitura! Obrigada ♥). Gostei muito da resenha, achei ela bem completa e deu pra ter uma ideia melhor da história!
    Beijos!
    Estante Bibliográfica > blog novo!

    ResponderExcluir
  15. Oi Nana.
    Gostei muito da sua resenha e já adicionei o livro na minha lista de desejados.
    Bjus

    ResponderExcluir

Olá sejam bem vindos e deixem suas opiniões, com respeito, aqui.

Algumas observações:
- Comentários que não tenham relação com a postagem, serão removidos e não serão respondidos.
- Divulgações, exceto de autores, são removidas e não são respondidas.
- Comentários irrelevantes como: 'ah adorei a postagem', 'adorei a coluna', 'que legal o post' e outros no mesmo nível, são mantidos mas não são respondidos. Até porque, o que iríamos responder, né?