Filme: Me Chame Pelo Seu Nome (2017)

O sensível e único filho da família americana com ascendência italiana e francesa Perlman, Elio (Timothée Chalamet), está enfrentando outro verão preguiçoso na casa de seus pais na bela e lânguida paisagem italiana. Mas tudo muda quando Oliver (Armie Hammer), um acadêmico que veio ajudar a pesquisa de seu pai, chega.

Me chame pelo seu nome e eu te chamarei pelo meu.

Inaugurando as reviews dos destaques da Award Season 2018. Se bem que, creio que inaugurei em Maio do ano passado, quando postei a review de Corra! e já tinha um feeling dos altos de que ele estaria na Award Season desse ano. Não leu a review? Clique aqui. Aliás, os dois filmes fizeram muito barulho no Festival de Sundance, ano passado.

Me Chame Pelo Seu Nome é um romance coming-of-age baseado na obra de André Aciman. No Brasil, o livro foi lançado pela Intrínseca. Conta com a direção do italiano Luca Guadagnino, de Um Sonho de Amor, que cada vez mais marca seu nome nas produções indie, e roteiro de James Ivory, de À Francesa. O filme é a última parte do segmento Desire, inciado por Guadagnino em Um Sonho de Amor seguido por Um Mergulho no Passado.

A trama se passa no norte da Itália, durante o Verão de 1983, onde conhecemos o jovem Elio, Timothée Chalamet de Lady Bird, de dezessete anos que mora na área campestre com seus pais. Seu pai, Mr. Perlman, Michael Sthulbarg de Um Homem Sério, é professor de Arqueologia e convida um graduando americano chamado Oliver, Armie Hammer de A Rede Social, para passar as férias de Verão com eles e assim ajudá-lo com algumas questões acadêmicas. Todos eles seguem o judaísmo como religião.

Elio é um rapaz introspectivo, apaixonado pela leitura e pela música. A chegada de Oliver e sua personalidade mais relaxada, acabam por perturbá-lo, o tornando recluso brevemente. Contudo, ainda aproveita o Verão com as leituras e se divertindo com a namorada, Marzia, Esther Garrel de Camille Outra Vez. Então, Oliver é fisgado por uma das garotas locais e isso deixa Elio sentido, de alguma maneira, e por fim, ele decide dar uma chance ao estranho e começam a passar mais tempo juntos, desfrutando de belas conversas, passeando e nadando. Mesmo mantendo uma relação com Marzia, o jovem sabe que há mais por trás dos sentimentos que desabrocham por Oliver e decide confessar. Oliver se sente lisonjeado e não lhe dá esperanças, porém a atração fala mais alto e Elio o beija. E foi quando eu gritei: GAROTO PARA POR AÍ QUE VOCÊ VAI SOFRER, mas ele não me ouviu.

Tudo verde, até a borda da janela e a Marzia com azul... tadinha

A trama de Guadagnino me deixou estupefata. Não só pela excelente construção, mas também pela maneira que remexeu meus sentimentos e revirando coisas do meu passado, que passei vidas tentando enterrar, na maioria das cenas. Final de ano é aquela época em que queremos deixar várias coisas pra trás, não é mesmo? Daí, eu no meu cantinho só ansiando pelo dia das rabanadas, inventei de assistir esse filme. Me vi com quinze anos novamente, durante o Verão de 2005 - no meu caso foi um relacionamento hétero, com um homem mais velho, sete anos também - e me enxerguei ainda mais em Elio. Desde ignorar a presença, a negação da atração, a confissão, o envolvimento, deixar os sentimentos aflorarem ainda mais e o lado negativo. Até a conversa com o pai dele, próximo ao final, eu vivi também. A diferença é que enquanto eu estava super desabafando e quase me afogando nas minhas lágrimas, minha mãe segurou o riso - PFVR não fiquem com raiva dela, essa imagem - de segurar o riso - ficou na minha mente um bom tempo e me ajudou a superar tudo isso! Quem nunca teve um Amor de Verão, agradeça aos céus pelo livramento que lhes foi dado. Sério!

Elio é quem você deve observar desde o início. O filme é sobre ele, os sentimentos e a maneira como ele lida. Os pais estão presentes em várias cenas e o roteiro sempre deixa nítido sobre como apoiam o filho e o adoram. Adorei o tom em que o relacionamento entre ele e Oliver é construído, de uma bela sensibilidade e jovialidade, já que te disse: assista sob o olhar de Elio. Eu não sou fã do Armie Hammer, mas - revirando os olhos- confesso que o achei incrível no papel de Oliver, assim como Chalamet está encantador como Elio. A escolha de Armie para interpretar Oliver, e ele ter aceitado, me surpreendeu. Hollywood sempre enganando a gente com seus estereótipos.

A abordagem sobre a bissexualidade, me soa natural e para bom entendedor, meia palavra basta. Tem coisas que, no cinema, não precisam ser explicadinhas linha por linha. Outro que NÃO POSSO DEIXAR DE COMENTAR é o paizão maravilhosamente interpretado por Michael Sthulbarg. QUE PAIZÃO DA PORRA BICHO. E fora que Michael está com a bunda virada pra lua, com destaque em três filmes presentes na Award Season 2018: Me Chame Pelo Seu Nome, A Forma da Água - e me fez chorar lá também - e The Post

credits: FB/Instagram Um Filme Me Disse - Seu pai fala assim com você?

Creio que só pelos trailers, você já ficou encantado pelas partes mais técnicas. O cenário não poderia ter sido melhor, com ar histórico por toda parte. Meu sonho de princesa é fazer um tour pela Itália e aprender italiano. A fotografia belíssima, tá que você vai ficar encantado nas cenas em que eles nadam, mas achei incrível mesmo foi a cena da dança + as luzes + figurino, na noite em que mudaria o jogo. Lindo. Usaram todos os tons possíveis de verde (esperança) e azul*(tristeza) nesse filme. Aliás, a primeira vez que vi o poster achei que fosse parte de uma escultura que colorizaram. O cabelo e o pescoço do Chalamet, me enganaram bem. 

Ah, e não posso deixar de comentar sobre as cenas embaladas pelas músicas originais do Sufjan Stevens. A de Visions of Gideon é de deixar qualquer um deprê. Quero Oscar para o ícone indie.

Parece que eles estão planejando uma segunda parte do filme. Infelizmente não posso contar no que eles pretendem focar, pois estaria dando spoilers não só do filme, mas também do livro, que estou doida para ler. E aproveito para sinalizar que esse filme não tem nada a ver com Moonlight (clique aqui e leia review).


Decidi não comentar muito sobre o final, porque tudo que pensei em escrever seria contar demais. Só digo que prestem atenção na mosca pouco antes dos créditos subirem. Algo está morto...

Mas, isso aí jovens! Aproveitem os momentos, mesmo aqueles que parecem loucos... o sofrimento trás história e maturidade.

*azul: blue em inglês também significa tristeza.



Título Original: Call Me By Your Name
Nacionalidade: Italiana / Americana
Direção: Luca Guadagnino
Roteiro: James Ivory
Roteiro Adaptado?: Sim - Me Chame Pelo Seu Nome de André Aciman
Ano: 2017
Censura: 14 anos
Duração: 132min
O Que Assistirei?: Romance e Drama
Elenco Principal: Timothée Chalamet, Armie Hammer, Michael Sthulbarg, Esther Garrel, Amira Casar, entre outros.
Trilha SonoraIMDB

26 COMENTÁRIOS

  1. Certeza que ele vai entrar para a lista de indicados ao Oscar, então não posso perder mesmo =D

    Toca da Lebre

    ResponderExcluir
  2. Oie Nana =)

    Eu preciso assistir esse filme! Sério, a cada critica que leio, mais fico com vontade de assistir. Parece ser simplesmente perfeito *-*

    Beijos;**
    Ane Reis | Blog My Dear Library 

    ResponderExcluir
  3. Assisti no último sábado com dois amigos (um deles está viciado, já tava vendo pela terceira vez e não consegue desapegar desse filme haha só fala nisso). Eu também amei e (assim como esse meu amigo) já tô lendo o livro!
    Essa conversa dele com o pai é de encher os olhos, muito emocionante e inspiradora, de longe minha cena favorita! Toda essa sensibilidade me fez lembrar uma das minhas trilogias favoritas (mais o primeiro filme) Antes do Amanhecer, do Richard Linklater. E vi que não sou a única que comparou, porque agora que tão falando em continuação vi gente falando que o diretor quer transformar numa trilogia do mesmo tipo. Só espero que não sejam 9 anos entre cada filme! haha
    Lindo filme, linda sua resenha e, até o momento onde estou, lindo livro também! ♥
    Beijo!

    http://www.cafeidilico.com

    ResponderExcluir
  4. Ah, Deus, eu quero muito assistir esse filme! Só pelo título já me da vontade!

    Beijo!
    www.controversos.com

    ResponderExcluir
  5. Este filme e livro estão tipo no topo da minha wishlist, quero tanto ver o filme como ler o livro, todas as críticas que tenho lido têm sido sido maravilhosas. =)

    MRS. MARGOT

    ResponderExcluir
  6. Animada para assistir Nana. O filme não para de ser indicado e ganhar prêmios por onde passa, estou com a expectativa lá em cima! :)

    ResponderExcluir
  7. Olá Nana, tudo bem?
    Eu acho que sou a única pessoa do mundo que ainda não assistiu esse filme, rsrsrs! Quero muito ver!
    Beijos <3

    Estante Clássica

    ResponderExcluir
  8. Oi Nana, tudo bom?
    Eu tô muito curiosa pra ver esse filme! O hype me animou bastante - contrário do que costuma acontecer UHASUHASUHASUHUHSA - espero conseguir assistir antes do Oscar, pelo menos.
    Meu sonho de princesa aprender italiano e morar na Itália (na Irlanda também, mas acho que a princesa em mim fica feliz com qualquer um dos dois). Esteticamente, o filme parece perfeito também. Só aumenta a curiosidade.

    Beijos,
    Denise Flaibam.
    www.queriaestarlendo.com.br

    ResponderExcluir
  9. Gostei da dica Nana. Fiquei curiosa quando vi o lançamento deste filme a sua crítica a respeito elucidou bastante coisa. Beijo!

    www.newsnessa.com

    ResponderExcluir
  10. Oi, Nana!

    Já tinha assistido trailer do filme, mas confesso que o mesmo não havia me atraído muito. Sua resenha me deu uma visão diferente do filme, vai muito além do que aparenta ser, mostra como relações podem ser complicadas e, principalmente, os nossos sentimentos, sempre frágeis sendo esmagados pelos outros. Gostei bastante da proposta, assim que der vou conferir também!!

    xx Carol
    http://caverna-literaria.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  11. Olá, Nana.
    Eu vou na contramão com esse filme. Estou vendo muita gente falar sobre ele, mas eu não me interessei. Geralmente não assisto muitos filmes, e quando assisto são filmes de outros gêneros hehe. E que engraçado você ter passado por algo parecido. Já aconteceu isso comigo em alguns livros e me identifiquei muito.

    Prefácio

    ResponderExcluir
  12. Oi, Nana

    Eu não tive um amor de verão, mas eu tive um amor da vida, e é isso que está acabando comigo. É esse o momento ruim pelo qual estou passando. Foram quase seis anos e... pé na bunda. Mas enfim, vida que segue, ou não... sei lá! rsss

    Queria muito ver esse filme, até entrei no ingresso.com aqui ainda agora e, olha o ultraje, não está passando aqui no cinema perto de casa! Só está passando na Barra e eu não vou me deslocar até a nesse calor só para assistir!
    Agora depois da sua crítica fiquei ainda mais curiosa e já amei esse paizão mesmo, só por conta desse diálogo aí da foto!
    E olha, também fiquei surpresa quando vi o Armie nesse papel... sei lá, não imaginava mesmo!

    E simmmmm, o filme era mesmo Revivendo o Amor, vi aqui no google agora! Eu gostei sim, achei muito amorzinho. Ainda não tentei logar lá na parada, pra te falar a verdade nem tenho nenhum usuário e senha na OiTV! hahahaha
    Mas vou tentar fazer essa maracutaia! ahahahah

    Beijos
    - Tami
    http://www.meuepilogo.com

    ResponderExcluir
  13. Nunca tinha ouvido falar desse filme, acredita? Mas gostei de conhecer sobre, acho que eu gostaria sim de assistir!!

    Beijoss
    Próxima Primavera

    ResponderExcluir
  14. Oi Nana, torcendo para o filme ganhar ainda mais prêmios, todo mundo amando o pêssego! rs

    Bjs, Mi

    O que tem na nossa estante

    ResponderExcluir
  15. Ooi adorei a dica, ainda não conhecia o filme e já quero assistir o mais rápido possível.
    Beijos bom final de semana
    www.bellapagina.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  16. Olá!
    Nossa, eu não conhecia o filme, acredita? Fiquei de cara :O
    Adorei a sua análise, fiquei bem curiosa para conhecer mais da história e acho que vou adorar!
    Beijos

    http://our-constellations.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  17. Oi
    só li elogios até agora a respeito desse filme e quero assistir para sanar minha curiosa, que bom que gostou da história, fotografia e personagens. Espero que consiga ler o livro.


    momentocrivelli.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  18. Oi Nana,
    Quero muuuuuuuito ver esse filme. O livro não leria, confesso.
    Mas os elogios que o filme está recebendo, me deixa empolgada. Gosto de histórias sensíveis.
    Beijos
    http://estante-da-ale.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  19. AAAAA esse filme me deixou muito na BAD cara! Esse filme me encantou de uma maneira que nem sei, e comecei a ler o livro recentemente e to gostando bastante. Achei que além desse filme trazer uma história delicada, tem uma fotografia e trilha sonora belíssimas <3

    beijos,
    Jéssica

    pitadadecinemaeleitura.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  20. Oi Nana!
    Pela sinopse do filme eu não assistiria, mas sua resenha me deixou com vontade, porque você gostou muito do filme. Outro ponto que me chama a atenção é se passar na Itália, aí a gente viaja um pouquinho com o filme né!

    Beijos,
    Sora | Meu Jardim de Livros

    ResponderExcluir
  21. Oi Nana,

    Só pelas indicações fiquei com vontade de assistir o filme, mas são tantos na lista que agora está faltando tempo para conferir eles.
    Bjs
    http://diarioelivros.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  22. Oi Nana, td bem?
    Eu estou bem curioso para ver esse filme, que bom que vc curtiu!
    Blog Entrelinhas

    ResponderExcluir
  23. Oie
    Estou curiosa pelo filme, mas pretendo ler o livro antes. Tenho visto muitos comentários sobre.

    Beijinhos
    https://diariodeincentivoaleitura.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  24. Oi Nana, tudo bem?
    Esse filme parece incrível e eu adorei a sua crítica!
    Me deixou ainda mais curiosa pra assistir. Vou ver se baixo (porque a verba pra cinema esse mês acabou hahaha) <3
    Beijos,

    Priih
    Infinitas Vidas

    ResponderExcluir
  25. Olá! Só vejo comentários positivos sobre Me Chame Pelo Seu Nome, tanto livro quanto filme. Não me empolguei muito para conhecer a obra original, mas estou com vontade de conferir a adaptação. Parece ser bastante sensível. Beijos!

    https://frases-perdidas.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  26. Olá Nana,


    Esse filme parece muito bom e resenha me deixou muito curioso, dica mais do que anotada....bjs.

    https://devoradordeletras.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir

Olá, sejam bem vindxs :D
Algumas observações:
- Os comentários são moderados, conteúdo odioso ou preconceituoso não será aprovado;
- Comentários que não tenham relação com a postagem e estilo propaganda serão enviados para o spam;
- Comentários que desprezam o texto da postagem não serão respondidos.